Um monitoramento eficiente da parte hidráulica do condomínio gera economias expressivas, que podem chegar a 30% quando reduzido também o desperdício nas unidades.  Além de resultar em menos custos no orçamento do condomínio, a gestão competente colabora também para a sustentabilidade do planeta.

Inspeções periódicas realizadas por um profissional capacitado, seja o zelador ou um funcionário de empresa externa, faz com que as ações corretivas e preventivas sejam mais efetivas e custem menos. Nas rotinas de inspeção é possível encontrar focos de vazamentos que costumam acarretar em consumo elevado de água, desproporcional ao porte da edificação.

A cada três meses, o zelador pode fazer uma inspeção básica nas instalações hidráulicas. Para isso, é necessário que esse funcionário do condomínio passe por uma breve capacitação para poder realizar e tarefa corretamente e ser capaz de gerar resultados.

Para um processo de inspeção mais profundo, a cada seis ou doze meses, recomenda-se o uso de aparelhos específicos para esse fim. As unidades devem ser incluídas na rotina. Na maioria das vezes o custo com os equipamentos e serviços é compensado com economia na conta d’água.

O monitoramento do consumo do condomínio pode ser feito diariamente, através da medição do hidrômetro, preferencialmente no mesmo horário. Isso permitirá detectar desvios e picos nos padrões de consumo.  Quando houver falta d’ água, os registros de entrada devem ser fechados para evitar que o ar que fica nos encanamentos seja contabilizado como consumo de água.

A implementação de uma rotina de inspeção envolve acordos em assembleia, treinamento dos funcionários e, principalmente, comunicação aos moradores. Os condôminos devem estar solícitos para permitir inspeções em suas unidades durante as visitas de rotina.

Nas residências se encontram vários focos de desperdício, como torneiras pingando, válvulas e registros desregulados, infiltrações nos boxes e vasos sanitários etc. Como a conta de água na maioria das vezes é rateada pelo condomínio, nem sempre o morador sente no bolso o custo do desperdício.

Quando as inspeções são bem executadas nos condomínios, é possível detectar problemas nas partes enterradas dos encanamentos, como a linha de água, e com isso garantir que as caixas d’água estejam com vedação adequada para evitar desperdício.

A estrutura de cada condomínio vai determinar a periodicidade e nível de serviço necessário para uma gestão de qualidade das instalações hidráulicas da edificação.

 

Leia mais: Responsabilidades na manutenção e bens do condomínio. Clique aqui!

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias