Por CIPA
Em 21/08/2019
36 Views

O mês de agosto tem sido marcado pelo aumento nas contas de luz em todo o país. Isso porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) anunciou, no mês passado, que a bandeira tarifária é a vermelha, patamar 1, com custo de R$ 4 para cada quilowatts-hora consumidos. Mas, para não pesar tanto no bolso esse acréscimo, os consumidores podem tomar medidas simples de economia dentro da casa, que podem auxiliar no equilíbrio da conta de luz no final do mês.

O maior vilão das contas altas é o chuveiro, porém, em épocas mais amenas, como o mês de agosto, a economia pode ser feita principalmente pela mudança de comportamento do uso do chuveiro elétrico. “Não ficar com ele ligado por todo o banho, só ligá-lo nos momentos necessários. Outro ponto é buscar ter um circuito independente dos outros circuitos da casa, e ter uma bitola do fio elétrico que liga o chuveiro adequadamente”, afirma a coordenadora do curso de Engenharia Elétrica da Anhanguera de Niterói, Kátia Lavatori. Além disso, evitar os horários de pico, das 18h às 21h.

Já em temperaturas mais altas, o ideal seria desligar o chuveiro e tomar banho frio, mas, se não for possível, colocar na temperatura mais baixa do chuveiro, sem desperdício de luz e água. Para o uso do ferro elétrico, o ideal é esperar juntar uma quantidade de roupas para passá-las de uma só vez.

APARELHOS ELÉTRICOS

No caso do ar-condicionado, é recomendado utilizar aparelhos com selo do Procel, de economia de energia, de preferência o selo A. “É ideal investir em equipamento moderno, pois desliga automaticamente quando atinge a temperatura programada e liga quando a temperatura fica abaixo da temperatura programada”, explica Kátia.

“Outra questão para economizar dentro de casa é apostar em um circuito elétrico projetado adequadamente e com o uso de lâmpada led”, finaliza Kátia.

Para a geladeira, é recomendado abrir poucas vezes, retirar da tomada quando não estiver em uso e regular corretamente o termostato.

“Além disso, aparelhos elétricos e eletrodomésticos desgastados consomem mais energia, pois precisam de mais força para compensar defeitos. Itens como a borracha de vedação da geladeira ou filtros de ar-condicionado devem sempre ser verificados e limpos e trocados”, finaliza Vinicius Marchini, executivo-chefe da Brilia.

FONTE: JORNAL MEIA HORA

Cadastre-se no NOTICIPA

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias