Por CIPA
Em 26/04/2018
269 Views

Não basta um belo projeto paisagístico, é preciso manter e nutrir da terra

Um condomínio pode e deve ter a natureza a seus pés. Nos jardins, naturalmente. Um belo projeto paisagístico é peça imprescindível para a harmonia entre diferentes espécies de plantas. O especialista sabe como ninguém harmonizar um jardim! E se essa foi a opção de seu condomínio, não deixe de fazer a manutenção mensal, isso garante que o projeto se mantenha e que as plantas fiquem lindas o ano todo.

Mas, afinal, o que essa “manutenção” representa? Nanci Santos, especialista em projetos para condomínios, explica: “Tanto nós como as plantas precisamos de vitaminas. A manutenção visa a um incremento maior na saúde das plantas. É preciso adubar a terra. Existem adubos granulados e líquidos (opção caseira) que podem ser usados mensalmente, mas a dosagem tem que ser correta para cada tipo de planta. E a rega também tem que ser apropriada. Nós usamos também substratos, que são compostos constituídos por uma mistura balanceada de material orgânico e minerais.”.

Outro detalhe: não é indicado pedir para quem não tem competência para avaliar essas necessidades e aplicações que o faça. Nanci diz que todo mundo quer um jardim bem cuidado, com flores lindas, um verde maravilhoso e uma grama espetacular. “Muitas pessoas nem regam, esperam que a chuva faça esse papel”, observa ela, que já viu de tudo por aí.

Quando o especialista vai ao condomínio pelo menos uma vez ao mês, ele consegue fazer o que é necessário nos jardins e ainda orientar os funcionários encarregados da rega sobre a melhor forma de fazer sua parte. “Agindo assim, a aparência das plantas vai dizer tudo. As palavras não serão necessárias”, comenta Nanci.

Alguns síndicos investem pesado num lindo projeto, em plantas caras e depois acham que a manutenção é desnecessária. “Nesses casos, quando me chamam ao condomínio é porque o projeto já está muito comprometido: encontro um emaranhado de plantas malcuidadas e aí fica difícil… É preciso acertar contornos, dar forma, tirar galhos secos, ervas daninhas… É urgente a aplicação de adubos, substratos. Usar macro e micronutrientes, coisa que só o especialista sabe como fazer. Muitas plantas podem não ter recuperação”, avalia.

O carro-chefe de Nanci é a manutenção. Ela sabe o que fala, seus clientes estão com ela há anos e não se arrependem. “A maioria dos contratos que faço é mensal. Se o condomínio for muito grande, marcamos presença quinzenal mente – mas, nesse caso, não se coloca adubo a cada dia, alternamos com substrato. Cada planta tem sua necessidade. Agora no outono, por exemplo, diminuímos um pouco a quantidade de adubo, pois as plantas no inverno entram num momento de dormência. No inverno, o adubo nem é necessário, mas esses detalhes só o profissional vai discernir”, ressalta.

Como todos os seres vivos, as plantas merecem ser bem cuidadas. “É preciso que o síndico invista em cuidados e manutenção de forma adequada, e não deixe a responsabilidade de manter um projeto paisagístico nas mãos de quem não tem competência nenhuma para isso. É até injusto com essas pessoas. Os funcionários do prédio devem ser orientados para os cuidados diários pelo especialista”, diz Nanci.

Saúde da terra

A mãe Terra nos oferece tudo o que precisamos para viver bem, nós é que, com frequência, damos conta de estragar tudo… Algumas vezes por ignorância, outras por ganância. Em qualquer dos casos é importante que as mentes mais esclarecidas orientem quem ainda não despertou para a importância da maravilha que é a natureza.

Em relação aos jardins, é importante citar o papel das minhocas, que fazem um trabalho brilhante. Elas são altamente benéficas para os jardins. Pode acreditar, se no jardim tem minhoca, a terra está boa e as plantas também! As minhocas tornam o solo mais arejado por causa dos túneis que fazem quando se movimentam por ali. Elas também aceleram o processo de humificação da matéria orgânica pelo fato de se alimentarem dela. Quando a matéria orgânica passa pelo seu trato digestivo, sai depois em forma de fezes enriquecidas com alguns minerais benéficos às plantas. Dessa forma, o solo fica cheio de nutrientes.

Húmus de minhoca

Húmus é todo material de natureza orgânica que sofre degradação no solo. Já o húmus de minhoca é um tipo de adubo produzido por minhocas com restos de matéria orgânica (animais e vegetais), trocando em miúdos, é a excreção desse anelídeo.

As minhocas ingerem os restos orgâ- nicos que, ao passar pelo intestino delas, sofrem transformações ocasionadas pela presença de micro-organismos e algumas substâncias químicas, como hormônios. O húmus liberado por esses animais apresenta-se escuro, de modo semelhante ao pó de café, e seu odor lembra o de solo de mata.

O húmus de minhoca é uma substância que confere nutrição de qualidade para as plantas, além de prevenir algumas doenças. Ele possui diversos nutrientes como nitrogênio, fósforo e potássio, além de alguns hormônios. Todos esses nutrientes são facilmente absorvidos pela planta, o que torna o húmus de minhoca muito eficiente.

Por essas e outras, as minhocas jamais devem ser retiradas dos jardins!

 

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias