Os portões elétricos ou automáticos vieram para ficar. Com o mínimo de esforço, trazem mais segurança, bem estar e velocidade para a rotina de moradores e funcionários. A abertura e fechamento de portões se dá através de rádio frequência, com o uso de um controle ou com a leitura de selos ou tags, como disponível em pedágios e estacionamentos.

Para que todos usufruam dessa comodidade sem percalços, os portões devem ser escolhidos de acordo com o perfil do condomínio e ter uma rotina periódica de manutenção.

Acionados diversas vezes ao dia, os portões necessitam de um motor compatível com o tipo de mecanismo, o peso e a frequência de uso. Essa combinação permitirá também avaliar a potência e velocidade dos modelos disponíveis considerando as necessidades do condomínio.

 

Tipos de portões para escolha

A principal referência para a escolha do portão mais adequado é o número de ciclos, ou seja, a previsão de vezes de abertura e fechamento do portão por hora.  Se a previsão for subdimensionada, acarretará em desgaste prematuro, além de funcionamento irregular do portão.

Basculante

É o tipo mais comum nos condomínios. Ocupa menos espaço e abre para cima, com um eixo horizontal através de polias e guias laterais. Trabalha com ajuda de contrapesos e deve estar sempre bem balanceado, com as peças lubrificadas e os cabos em boas condições.

Deslizante

Funciona com abertura lateral e é avaliado como o equipamento mais econômico e com menor incidência de problemas.

Pivotante 

Não é tão indicado para condomínios pois é mais suscetível ao desgaste do acionamento constante. A abertura é feita por meio de um eixo central e vertical, sustentado por pivots, pelos quais o portão gira. Algumas vezes é necessário reforçar a estrutura do portão, além de contar com pivots que tenham rolamento.

Segurança

 

O tipo de sistema de rádio frequência disponível influencia bastante na rotina de uso dos portões automáticos. O de frequência linear é o mais moderno e permite um controle detalhado do fluxo de entrada e saída de carros, incluindo horários. Pode até ser programado para facilitar a movimentação de prestadores de serviços em horas fixas.

Com esse sistema linear, se um morador perder o controle, apenas esse aparelho específico será desabilitado, diferentemente dos modelos convencionais de radio frequência do tipo 4-3-3, em que a troca ou reprogramação é para todos, e com o inconveniente extra de ser mais suscetível à clonagem

 

Uma combinação interessante é adotar os mecanismos de acionamento por rádio frequência linear,  com a digitação de senha em uma botoeira na entrada da garagem. Isso permite que controlador de acesso consiga visualizar o motorista e fica mais fácil acionar um código de pânico, caso alguém esteja escondido dentro do carro.

 

 

Manutenção preventiva

Na hora de contratar um serviço de manutenção periódica é super importante ter claras as condições sobre o tempo de resposta para os dias comerciais e os finais de semana e feriados. Devem também ser discutidos detalhes como custo para troca de peças, número de revisões preventivas mensais, além da cota de chamados sem pagamento de visita extra.

 

Além de contar com o suporte de uma empresa especializada, os funcionários podem atuar preventivamente mantendo os trilhos limpos e observando se a velocidade de abertura permanece constante, sem barulhos, trepidações ou curtos. Qualquer alteração merece uma revisão dos especialistas.

 


Cuidados extras

Em caso de falha, os portões devem ser desligados e funcionar em modo manual até que chegue a equipe de reparo. Por questões de segurança, recomenda-se designar um funcionário especificamente para cuidar da abertura manual, evitando que o porteiro deixe a guarita ou portaria.  Outro cuidado para segurança é não abrir o portão pelo lado de fora do condomínio.

 

Para uma vida útil longa, os portões devem completar o ciclo de abrir e fechar sempre que acionados, sem aberturas parciais para o trânsito de pedestres ou de carros.

 

O seguro do condomínio deve ser revisto para contemplar a cobertura de danos ao portão por conta de raios e quedas de energia, e também para a eventualidade de algum carro ser atingido durante o acionamento do portão.

 

Os moradores devem ser orientados a reportar imediatamente qualquer perda ou avaria no sistema de controle, para que sejam tomadas as devidas providências, de acordo com o que estiver estabelecido no condomínio.

Leia Mais: Condomínios e a Terceira Idade. Clique Aqui!

 

 

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias