Os desafios do dia a dia da administração condominial possuem inúmeros detalhes. Um dos mais importantes é o que se refere à segurança do condomínio durante os temporais, por isso,  os cuidados devem ser redobrados.

Confira a seguir os principais pontos de atenção!

 

Para-raios

As chuvas de verão geralmente vêm acompanhadas por raios, por isso, o síndico deve se certificar de que o sistema de para-raios esteja em ordem. A instalação precisa ser verificada por um profissional habilitado, com registro no CREA-RJ, que levará em conta as condições de conservação da estrutura de captação das descargas atmosféricas e a estrutura de condução dessas descargas até o aterramento.

As antenas também têm potencial para receber os raios durante as tempestades, muito por causa de sua localização. Por isso, elas precisam estar ligadas aos para-raios.

 

Impermeabilização

Toda a parte estrutural de um edifício precisa ser impermeável à passagem de fluídos e vapores. Laje do telhado, jardins, laje térrea, paredes etc. precisam de atenção constante. A infiltração pode causar corrosão e perda das proteção do concreto. Externamente, estraga a pintura e o revestimento. Fora isso, a umidade permite a proliferação de bolor, o que prejudica a saúde dos condôminos.

 

Sistema de escoamento

A manutenção de todo o sistema de escoamento da água da chuva (calhas, condutores, caixas de passagem, caixas de captação, drenagem e buzinotes) deve estar em dia. É bem comum que algumas partes do sistema contenham folhas, insetos e poeira, o que atrapalha o funcionamento eficaz do equipamento. Por isso, a limpeza regular é imprescindível.

Vale sempre verificar se os ralos das áreas comuns, bem como os das coberturas, caso existam no condomínio, estão desentupidos e com a vazão adequada.

Os cuidados com o escoamento devem ser estendidos também à garagem, onde os ralos e as bombas de sucção podem evitar alagamentos em muitas situações. Além disso, os funcionários do condomínio devem ficar atentos para a instalação momentânea de barreiras físicas e de uma possível necessidade de realocação dos carros dos moradores.

 

Elevadores

A água das chuvas pode atingir a casa de máquinas e acabar atingindo todo o equipamento e o poço. As oscilações de energia também podem danificar os circuitos, impossibilitando o funcionamento dos elevadores e prejudicando a todos no condomínio. Por isso, é bom se certificar de que não há nenhuma infiltração.

Caso os poços sejam inundados, as cabines devem ser enviadas para o último pavimento, a chave geral precisa ser desligada e a empresa responsável pela manutenção deve ser acionada imediatamente.

 

Luzes de emergência

O sistema de iluminação de emergência deve ser checado periodicamente porque, durante as fortes chuvas, costuma haver queda de energia.

Todos no condomínio – síndico, funcionários e condôminos – devem ser conscientizados sobre as ações preventivas para evitar e/ou minimizar os possíveis danos das chuvas.

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias