Blog Condomínio

Blog

Geral

Quão verdes são os produtos de limpeza verdes? – PARTE 1

Banner Revista

Materiais de limpeza

Abra o gabinete debaixo da pia da cozinha de uma casa qualquer, e você provavelmente encontrará um balde de sprays, sabão e desinfetantes para subjugar qualquer germe que se atreva a entrar na casa. Eles misturam um fragrante aroma de pinho, um toque de limão e algodão fresco, um sinal olfativo de que nossos pisos, pias e banheiros estão higienizados.

Porém, evidências científicas recentes revelaram um lado sujo de muitos desses produtos de limpeza. Sim, nem mesmo as poções líquidas, sólidas e em flocos que usamos para manter as coisas novinhas em folha em casa escaparam da rígida investigação de pesquisadores, defensores e consumidores com consciência ambiental. Com as notícias adicionais da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, de que o ar em ambientes internos pode ser mais poluído que o ar em ambientes externos, produtos de limpeza doméstica que não agridem o ambiente e nem as pessoas começaram e preencher as prateleiras dos mercados.

Esses produtos supostamente amigáveis ao ambiente estão apenas camuflados com um aroma refrescante de laranja? Ou as alegações de “natural,” “verde” e “seguro para o uso” são verdadeiras?

Um dos aspectos mais complicados de avaliar o quanto essa onda de novos produtos de limpeza são verdes é a falta de fiscalização federal. Os fabricantes não têm obrigação legal de listar os ingredientes por completo uma vez que fazer isso poderia revelar segredos industriais. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é responsável por fiscalizar e determinar normas para os produtos de limpeza. Os Institutos de Pesos e Medidas de cada Estado também fiscalizam, mas acabam se limitando a determinados cirtérios como a medida.

Legalmente, as empresas não podem enganar os consumidores sobre o conteúdo de seus produtos, mas não há uma agência regulamentar que defina o que atende aos padrões verdes no Brasil.

Cuidado com os produtos de limpeza não rotulados

No Brasil, é comum a venda de produtos de limpeza alternativos vendidos em pequenos comércios ou em kombis que passam de porta em porta. Cuidado com eles. Isso porque eles não têm uma inspeção da Vigilância Sanitária e  são feitos muitas vezes com fórmulas caseiras muitas vezes não comprovadas, além de haver má fé de alguns vendedores. Se puder, evite-os.

Fonte: Howstuffworks – Como tudo funciona

Banner Sete Servic
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

Novas medidas para combater a Covid-19 são anunciadas no Rio

Novas medidas para combater a Covid-19 são anunciadas no Rio

A prefeitura do Rio anunciou, em 10/12/2020, novas medidas para conter a disseminação da Covid-19. Entre elas, estão a suspensão das áreas de lazer (vias que ficam fechadas aos... Saiba mais!

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA ADEQUAÇÃO DOS CONDOMÍNIOS À EFD-REINF

TIRE SUAS DÚVIDAS SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA ADEQUAÇÃO DOS CONDOMÍNIOS À EFD-REINF

O prazo de entrega da EFD-Reinf é dia 15 de cada mês ou o dia útil imediatamente anterior, quando o dia 15 não for dia útil? Até que dia... Saiba mais!

Por dentro da EFD-Reinf

Por dentro da EFD-Reinf

NOVOS PROCEDIMENTOS EM PAGAMENTOS . Os processos das rotinas de pagamentos dos condomínios deverão estar adequados a novas normas e exigências, considerando a legislação vigente. Para facilitar o entendimento... Saiba mais!

Por dentro do eSocial

Por dentro do eSocial

NOVOS PROCEDIMENTOS EM ROTINAS TRABALHISTAS Confira a tabela abaixo   Para atender ao eSocial, os processos das rotinas trabalhistas dos condomínios deverão estar adequados a novas normas e exigências,... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami