Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Transparência é tudo

Soluções completas para seu condomínio

A importância da limpeza dos reservatórios de água

Os síndicos não podem negligenciar a limpeza dos reservatórios de água do condomínio. Não só porque desejam ofertar água limpa para os moradores, mas, sim, porque a lei exige. Oferecer água de boa qualidade ao condomínio é obrigação do síndico, e dessa forma deve ser encarada a tarefa.

Quem nos dá os detalhes é Marcus Pires, diretor da Imuni Service, empresa com mais de 50 anos de vida que tem a certificação de qualidade ISO 9001 e é especializada em limpeza de reservatórios de água e na prevenção e no combate a pragas e vetores. “No estado do Rio de Janeiro existe uma lei que estabelece a obrigatoriedade da limpeza e higienização dos reservatórios de água para fins de manutenção dos padrões de potabilidade. É a Lei nº 1.893, de 20/11/1991”, explica.

Segundo o especialista, além da limpeza de caixa-d’água, devem ser realizadas também a desinfecção e a coleta de amostras para confirmação da potabilidade da água: “Segundo a lei, todos os estabelecimentos que possuem reservatórios com água designada ao consumo humano podem ser inspecionados por fiscais dos órgãos responsáveis, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A limpeza de caixa-d´água é um procedimento de higienização que deve ser realizado de seis em seis meses, no mínimo, para total segurança. Outra regulamentação é da Portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011, que dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade”, explica.

Administração de Condomínios, Locação e Venda de Imóveis e Seguros

.

Sem noção

Com tantos anos no mercado, Marcus Pires já viu de tudo, mas nada se compara a reservatórios destampados. “A falta de cuidado de alguns síndicos pode colocar em risco a saúde de quem bebe daquela água. Já tiramos insetos, cadáveres de pombos, ratos e até mesmo o esqueleto de um gato de uma caixa-d’água. Esse último foi numa empresa, uma funcionária quando soube quase desmaiou. Isso explicava por que muitos ali passavam mal”, lembra ele, dizendo que a entrada de insetos e animais é algo comum se as caixas-d’água não estiverem bem fechadas. “Geralmente elas ficam no topo das edificações, local de difícil acesso e controle. Com isso, a água pode ficar contaminada por micro-organismos que transmitem uma série de doenças que atacam o sistema gastrointestinal. A limpeza da caixa-d’água é também uma forma de inspecionar essa invasão indevida.”

Mesmo com a tampa bem vedada o condomínio não fica livre de fazer a limpeza semestralmente. Como diz Pires, por mais que a Cedae diga que a água é limpa, a estrutura da cidade é muito antiga: “A água vem fluoretada, mas também pode vir contaminada, com sujeira. No estado do Rio de Janeiro usa-se muito cloro, portanto, seria difícil a água vir com bactéria, mas pode acontecer até mesmo por conta do nível de interferência que que se dá até a água chegar ao prédio. Rompimentos na canalização e rachaduras certamente vão contaminar a água”, avisa.

Outro detalhe importante é quando falta água: “A sujeira que vem na água também pode se acumular nos reservatórios. Todo cuidado é importante quando há interrupção na rede de abastecimento, pois o fluxo desse recurso natural pode voltar com detritos como areia e terra, por exemplo, que estavam aglomerados nas tubulações”, explica

O especialista ainda avisa que, mesmo o reservatório estando fechado, os minerais da água podem descer e formar lodo se ela ficar parada por muito tempo. Ou seja: a limpeza semestral não deve ser esquecida em nenhuma situação.

.

Questão de responsabilidade

A síndica Elisabeth de Santiago, do Condomínio da Prainha, Região dos Lagos, não descuida da limpeza de seus reservatórios. O condomínio foi inaugurado em 1982, tem cinco blocos, três andares, cada qual com 60 unidades. São cinco caixas-d’água e cinco cisternas. É muita responsabilidade.

O condomínio conta com a ajuda da CIPA desde sua fundação, e a síndica conta com a ajuda da revista Condomínio etc. para contratar fornecedores e se inteirar dos mais diversos assuntos relativos à vida condominial: “A revista é um excelente instrumento para o síndico. Todas as empresas que contratei por meio dela me satisfizeram muito!”, diz.

Na hora de fazer a limpeza dos reservatórios, a síndica contrata a mesma empresa de sempre: “Eu confio no trabalho deles. São muito criteriosos, fazem o teste de potabilidade após a limpeza; eu diria que não é um serviço barato, é significativo, mas muito bem-feito”, elogia.

Elizabeth atribui à represa de Juturnaíba a excelente qualidade da água que o condomínio recebe, mas sabe que, mesmo assim, a limpeza dos reservatórios é indispensável: “Em todos os exames nunca tivemos problemas de contaminação da água”, ressalta ela, que também não abre mão da limpeza das caixas de gordura e das fossas.

Um fator que, por vezes, atrapalha o cronograma das ações de manutenção do condomínio é a inadimplência. “Estamos com mais de 10 pessoas em débito”, lamenta.

Quando a limpeza está para acontecer, o porteiro avisa aos condôminos pelo menos uns três dias antes: “Como é um condomínio de veraneio, faço a limpeza sempre em baixa temporada, pois, nesse período, não há quase ninguém no condomínio. Nunca tenho problema com isso”, ressalta.

Falando em veraneio, na alta temporada, a conta de água sobe mais de 50% no Condomínio da Prainha: “Procuro dar dicas de como economizar. Entre elas: banho de cinco minutos, no máximo, lavar a louça com a torneira fechada (só ligar para enxaguar) e tirar o excesso de sujeira da louça com papel para não entupir o ralo”, exemplifica Elizabeth.

No térreo, a síndica mantém um lava- -pés e um chuveiro com tempo controlado de água, o que, além de economizar, ajuda a manter as áreas comuns limpas, sem areia da praia.

.

Limpeza da caixa-d’água previne criadouros de dengue

Um dos insetos que mais se beneficiam com a manutenção precária da caixa- -d’água é o mosquito da dengue, o Aedes aegypti. Isso porque eles escolhem locais com água parada e limpa para depositar seus ovos. Depois da eclosão, surgem as larvas, que ficam nadando na água da caixa- -d’água até o mosquito se tornar adulto. A limpeza da caixa-d’água também é uma forma de evitar a proliferação do mosquito.

.

Impermeabilização também previne contaminações

Pires fala sobre um detalhe importante: em prédios mais antigos, há a proximidade das cisternas, das caixas de gordura e das fossas assépticas: “Como a tubulação é muito antiga, ela pode se romper e conta minar as cisternas. Por isso, elas devem estar muito bem impermeabilizadas. Quando vamos fazer uma limpeza de cisterna e observo pontos críticos, informo ao síndico, que deve fazer a impermeabilização. Se estiver muito comprometido, o prejuízo vai ser maior ainda”, avisa.

.

Proteja seu condomínio e seus funcionários
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

Segurança para todos os bolsos

Segurança para todos os bolsos

Não importa o tamanho condomínio, as empresas têm sistemas que cabem no orçamento Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.   Em 2021, a... Saiba mais!

Jardins verticais

Jardins verticais

Uma dose extra de natureza Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo. Poucas coisas são tão relaxantes quanto contemplar a natureza. Essa sensação é... Saiba mais!

Evite problemas em obras!

Evite problemas em obras!

Gerenciamento de projetos otimiza execução de processos    Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.   Você já deve ter ouvido falar sobre gerenciamento... Saiba mais!

Mais segurança, menos custo: acolchoar o elevador é essencial

Mais segurança, menos custo: acolchoar o elevador é essencial

 Acolchoados protegem o meio de transporte de possíveis danos   Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.   Você sabia que o Brasil possui... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami