Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Treinamento de funcionários é essencial

Banner Revista

Empresas especializadas oferecem capacitação específica e mostram que excelência em serviços é indispensável

O condomínio é um ambiente que vai muito além dos seus moradores. Nele circulam, diariamente, pessoas com os mais diversos cargos e funções, como entregadores e funcionários, que têm como missão atender às diversas necessidades que um condomínio exige. E isso inclui desde a entrega de uma correspondência urgente até a forma de tratar moradores, por exemplo. Portanto, você deve imaginar a importância do treinamento do funcionário para tornar a qualidade do serviço oferecido excelente, certo? Sim, treinar equipes faz toda a diferença em todo negócio. E, obviamente, o condomínio é também um empreendimento. 

Alessandra Barcellos, diretora-geral da BL&P RH e Treinamento Serviços e Administração, empresa especializada em recrutamento, seleção e treinamento, diz que o treinamento dos funcionários é feito de acordo com o respectivo cargo. “Cada função precisa de uma orientação específica, em que usamos apostilas e métodos para que o colaborador seja treinado conforme a orientação da empresa”, diz ela, citando que oferece um serviço de treinamento para novos funcionários e um suporte de reciclagem para os que estão há mais tempo no cargo, o que torna possível a retenção deles. “Posso citar como exemplo o caso do curso voltado para a reciclagem de porteiros antigos, normalmente senhores de idade que precisam saber como lidar com a informática, por exemplo, bem como com aparelhos novos, câmeras, que não existiam no tempo em que foram contratados. Assim, o condomínio sai ganhando e não precisa perder um funcionário com muito tempo de casa”, explica. 

Carlos Dutra, supervisor operacional da empresa de facilities Nature Serviços, defende o treinamento com o objetivo de promover a integração entre todos os funcionários, a fim de que sigam determinado padrão proposto pelas regras do condomínio. “Assim que um funcionário é contratado, ainda que seja colaborador terceirizado, são passadas todas as normas e todos os procedimentos do local de trabalho. Continuamos oferecendo um treinamento específico para sua área de atuação, por meio de um embasamento teórico com slides e apostilas seguido do treinamento prático, com o colaborador executando suas tarefas, fazendo os ajustes necessários”, diz Cláudio, que promove ainda uma reciclagem a cada três meses.

Alessandra também setoriza o treinamento por área. Segundo ela, encontram-se disponíveis apostilas específicas para porteiros, copeiros, vigias, zeladores, camareiras e entregadores. “Além disso, oferecemos treinamento com foco em atendimento ao cliente, telemarketing e vendas. Tudo depende do que o condomínio precisa e, assim, definimos também se a periodicidade do serviço vai ser mensal ou anual”, afirma. 

O síndico profissional André Luiz Pinheiro Marques, que está à frente de cinco condomínios, todos localizados na zona oeste carioca, comanda 50 funcionários. E, para nada sair errado, ele investe em treinamento mensal de sua equipe, além de contar com o auxílio da Nature Serviços, responsável pelos funcionários terceirizados. “Basicamente, trabalhamos de forma coesa. Ao atender alguém, o funcionário deve fazer uma saudação. Seja ‘bom dia’, ‘boa tarde’ ou ‘boa noite’. Sempre falar: ‘senhor’ ou ‘senhora’. Nunca ‘você’. Ajudar a abrir a porta para pessoas idosas, gestantes e portadores de necessidades especiais é ensinado. Porém não permitimos que os funcionários recebam presentes, sobras de alimentos ou façam serviços nas unidades autônomas”, diz.

 

A pandemia mudou o protocolo de treinamento dos funcionários 

Com a pandemia do novo coronavírus, os serviços dentro dos condomínios se tornaram cada vez mais essenciais. Afinal, muitas pessoas passaram a ficar em home office. Logo, um ponto sensível está relacionado com entregas em geral. Segundo Alessandra, muitas empresas adotam a entrega por meio de serviços terceirizados. “Isso dificulta bastante a padronização. Mas para os clientes que possuem entregadores fixos contratados, damos um treinamento que aborda as novas regras exigidas no decorrer da pandemia, como uso de máscara, uso do álcool gel e o cuidado no atendimento, principalmente ao utilizar a máquina de cartão, que deve ser higienizada assim como as próprias mãos, além de oferecer o álcool 70% para uso do cliente”, comenta. 

Por trabalhar com terceirizados, Carlos Dutra, da Nature Serviços, diz que o setor de entregas é de muita responsabilidade. “São encomendas de terceiros. Por isso sempre orientamos todos os entregadores que algumas correspondências são de urgência, como contas a vencer, de água, luz ou telefone, Sedex, intimações, cartões”, lista ele, que também exige que seus colaboradores se protejam corretamente por conta da pandemia. “Eles devem sempre utilizar máscaras e luvas, além de lavar as mãos e manter o distanciamento social o máximo possível.” 

Por isso é incentivado o uso de máscara o tempo todo. “Nos condomínios onde atuo, todos devem usá-las sempre. Somente na hora das refeições é permitido tirar o acessório, e a máscara deve ser colocada em um guardanapo”, observa o síndico André. 

Já Alessandra, diretora da BL&P RH, aponta que, no próprio treinamento, é ensinado que o uso da máscara não deve ser adotado somente pelos funcionários, mas por todas as pessoas que circulam nos condomínios. “Isso é muito enfatizado e, por isso, ensinamos como um porteiro ou um recepcionista vai se portar diante do cliente que se nega a usar máscara, por exemplo. O funcionário deve se reportar de maneira educada a convidar o cliente ou o condômino a colocar a máscara para circular no local, bem como usar o álcool gel e até mesmo pedir licença para aferir a sua temperatura”, avisa. 

Outra área que também passou por modificações, por conta da pandemia, foi a de limpeza. Novos procedimentos tiveram que ser empregados. “Além da limpeza em si, tivemos de treinar nossos colaboradores para fazerem a desinfecção dos ambientes. Ou seja, a desinfecção com álcool 70% em todos os locais deve ser realizada depois da limpeza e o colaborador deve voltar aos mesmos locais com certa frequência para reforçar a sanitização”, analisa Carlos Dutra, da Nature Serviços, acrescentando que os funcionários desse setor seguem um cronograma que começa nos locais de maior circulação, como hall social, elevadores e corredores.

Alessandra diz, ainda, que os faxineiros são treinados para limpar com constância os displays dos elevadores, as maçanetas das portas e os tapetes de entrada, que devem ser higienizados com álcool 70%. “Inclusive, existem condomínios que estão utilizando a higienização das áreas comuns com empresas terceirizadas, e os próprios faxineiros contratados é que fazem o acompanhamento dessas empresas”, finaliza. 

 

Serviço

BL&P RH e Treinamento Serviços e Administração
(21) 2263-0629/98223-6564 (WhatsApp)

 

Nature Serviços
(21) 3596-1737
http://nature.rio.br

 

Banner Sete Servic
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

O projeto Reviver Centro e a revitalização do Rio

O projeto Reviver Centro e a revitalização do Rio

O projeto Reviver Centro, que pretende revitalizar o Centro do Rio, convertendo imóveis comerciais abandonados em empreendimentos residenciais, foi sancionado em 14 de julho pelo prefeito Eduardo Paes. A nova... Saiba mais!

Combos de inovação e soluções Cipa

Combos de inovação e soluções Cipa

A Cipa não para de trazer inovações e novas soluções para questões que envolvem os condomínios do Rio de Janeiro. A atuação da Cipa vai muito além de administrar... Saiba mais!

O cartão-postal dos condomínios

O cartão-postal dos condomínios

A piscina é a área de lazer mais cobiçada, por isso mesmo sua manutenção precisa estar em dia   Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir... Saiba mais!

Você sabe a importância de um consultor numa obra?

Você sabe a importância de um consultor numa obra?

Até mesmo os síndicos mais experientes se veem em situação complicada quando necessitam iniciar uma obra de grande porte. Isso porque um síndico, que não é especialista em obras,... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami