COMO DEIXAR A SUA CASA SEGURA E MAIS BONITA

Agora que você já recebeu as chaves, a responsabilidade pela conservação e manutenção da moradia passa a ser sua. E, para que sua casa ou apartamento continue como novo por muito tempo, você deve seguir alguns cuidados simples. Vamos conhecer esses cuidados?

Cuidar bem do seu imóvel garante a segurança, o conforto e a economia da sua família. Todos os moradores do imóvel precisam saber como fazer isso, pois a manutenção e a conservação da sua unidade são de sua responsabilidade.

LIMPEZA E ORGANIZAÇÃO

Casa arrumada é igual a casa nova, por isso, mantenha a moradia sempre limpa e organizada. E com a manutenção preventiva, feita ANTES que haja necessidade de conserto ou reparo, sua moradia dura mais, apresenta menos defeitos e você gasta menos.

Mantenha os ambientes bem ventilados para evitar o surgimento de mofo nas paredes e bolor no teto, rejuntes e armários, principalmente, no banheiro e na cozinha.

Portas, janelas, torneiras, pisos, paredes e outros itens da sua casa são feitos de materiais diferentes e devem ser cuidados de modo adequado. Veja as dicas que a CAIXA preparou para ajudar você a conservar a sua casa.

 

Portas e janelas:

  • Para limpar portas e janelas, remova a poeira com espanador ou escova, passe um pano umedecido e logo após um pano seco;
  • Se a sujeira não sair, utilize esponja macia, água e detergente neutro em vez de pano umedecido;
  • Evite jogar água nas esquadrias, para evitar ferrugem e inchamentos.
  • Nunca utilize esponjas de aço, produtos ácidos, thinner, facas, tesouras ou objetos desse tipo;
  • Nas janelas, limpe os orifícios dos trilhos inferiores e NÃO remova as borrachas ou massas de vedação;
  • Use os trincos com suavidade, eles não devem ser forçados;
  • Lubrifique as dobradiças e fechaduras;
  • Não se apoie nas portas e janelas.

 

Paredes, pisos e tetos:

  • Evite o uso de produtos ácidos, soda cáustica ou produtos com amoníaco, para não danificar os rejuntes ou pintura;
  • Nas áreas secas, os pisos e paredes em cerâmica devem ser limpos apenas com panos úmidos. Se precisar, use apenas sabão neutro;
  • Se aparecer mofo, use água sanitária ou vinagre dissolvidos em água ou use detergente (com esponja ou pano levemente umedecido);
  • Para evitar riscos, não utilize palhas ou esponjas de aço na limpeza da cerâmica;
  • Para não tirar lascas, evite bater com peças pontiagudas na cerâmica;
  • Não use objetos pontudos na limpeza de cantos. Limpe apenas com uma escova apropriada;
  • Não use escovas duras para não estragar o rejunte e causar infiltração;
  • Não pendure vasos ou qualquer outro objeto nos forros de gesso, porque eles não suportam peso;
  • Nunca molhe o forro de gesso, pois o contato com a água pode danificá-lo;
  • Mantenha espaço ao redor dos armários, principalmente, entre aqueles colocados junto às paredes externas, para que haja ventilação entre o móvel e a parede;
  • Abra a janela do banheiro, após o banho, para evitar mofo no teto e em paredes não azulejadas;
  • Na área da cozinha, limpe regularmente as cerâmicas com produto desengordurante.

 

Banheiro, cozinha e área de serviço:

  • Evite o entupimento da pia da cozinha retirando todo o resto de alimento antes de lavar a louça;
  • Faça limpeza periódica nos ralos, sifões e caixa de gordura. Não coloque nada que possa causar entupimento. Mas cuidado: não utilize ácidos, arames ou materiais quentes, para não danificar as instalações!
  • Não jogue no vaso sanitário fraldas, absorventes e outros materiais que possam entupir a tubulação;
  • Verifique vazamentos nas válvulas ou caixas de descarga;
  • Não aperte excessivamente os registros e torneiras, pois isso danifica a vedação;
  • Nunca use produtos com soda cáustica na tubulação do esgoto;
  • Não utilize as bancadas, pias, lavatórios ou vasos sanitários como apoio para coisas pesadas;
  • Nunca suba ou pendure-se nas bancadas, pias, lavatórios ou vasos sanitários;
  • Não pendure objetos nas tubulações aparentes;
  • Não utilize esponja ou palha de aço e produtos químicos para a limpeza das torneiras, registros, pias, tanque e vaso sanitário. Use água e sabão neutro, com pano macio;
  • Verifique o desgaste da borracha de vedação das torneiras e troque quando necessário;
  • Antes de fazer qualquer furo nas paredes ou piso, veja onde ficam as instalações de água, esgoto ou gás, observando o Manual do Proprietário;
  • Mantenha os ambientes com aparelhos a gás sempre ventilados;
  • Nunca teste ou procure vazamentos de gás usando fósforo ou qualquer outro tipo de fogo. Use espuma de sabão ou sabonete;
  • Se sentir cheiro de gás, não acenda luzes nem risque fósforos. Ventile o ambiente, abrindo portas e janelas;
  • Não descarte óleo de cozinha na pia ou rede de esgoto. Reserve o óleo utilizado em garrafas “pet” e informe-se sobre como descartá-lo corretamente. Procure um posto de coleta próximo de sua casa e incentive seus vizinhos a fazer o mesmo. O óleo reciclado pode ser utilizado na produção de sabão. Além de economizar, você ajudará na preservação do meio ambiente evitando que as águas de rios e nascentes sejam contaminadas.

 

Energia elétrica:

  • Verifique sempre a voltagem da rede na casa ou apartamento e dos aparelhos usados nas tomadas: 110V ou 220V;
  • Evite o uso de benjamins, “tês”, adaptadores e extensões, para não sobrecarregar a fiação da casa e provocar curto-circuito, explosão e incêndio;
  • Ao verificar qualquer problema elétrico, use sapatos com sola de borracha e nunca segure dois fios ao mesmo tempo;
  • Ao trocar lâmpadas ou fazer qualquer reparo elétrico, desligue os disjuntores correspondentes, limpe e reaperte os componentes e religue o quadro de disjuntores;
  • Quando o disjuntor desarmar, ligue sua chave para armá-lo novamente. Se ele voltar a desarmar, não force o dispositivo e procure o equipamento que pode estar causando curto-circuito ou sobrecarga. Na dúvida, consulte um eletricista;
  • Em caso de incêndio, desligue o quadro de disjuntores;
  • Antes de fazer qualquer furo nas paredes ou piso, veja onde ficam as instalações elétricas, consultando o Manual do Proprietário;
  • Os interruptores e tomadas devem ser limpos apenas nas partes externas, somente com o pano seco;
  • Se o chuveiro elétrico não esquentar a água, verifique se o disjuntor está desarmado e religue-o. Se o problema continuar, verifique se a resistência do chuveiro elétrico está queimada e substitua. Atenção para a voltagem correta;
  • Verifique anualmente se as conexões do quadro de distribuição (quadro de disjuntores) estão firmes;
  • Não ultrapasse a carga elétrica prevista no projeto. Todas essas informações estão no Manual do Proprietário.

 

Pelo menos uma vez por ano:

  • Complete as falhas dos rejuntes dos azulejos e pisos em cerâmica, se houver;
  • Limpe a fossa séptica;
  • Limpe a caixa d’água, verificando eventuais vazamentos;
  • Verifique e troque telhas quebradas;
  • Limpe as calhas ou condutores de água;
  • Se você mora em condomínio, cobre do seu síndico a limpeza da fossa séptica, da caixa d’água, das calhas e a troca das telhas;
  • As áreas internas e externas devem ser pintadas a cada intervalo de 2 a 5 anos, evitando o envelhecimento, descascamento e fissuras que possam causar infiltrações.

 

Se você for o síndico do seu condomínio:

  • Verifique os equipamentos de uso comum como elevadores, bombas, interfones, antena coletiva, iluminação de emergência, caixas d’água, extintores e equipamentos de segurança;
  • Tenha sempre por perto telefones úteis, como de profissionais de reparos, manutenção e serviços gerais;
  • Verifique sempre a necessidade de desinsetização ou outras medidas para eliminar insetos, ratos e cupins, mas tenha muito cuidado com o material a ser utilizado, normalmente tóxico, com o devido isolamento do local durante a aplicação e a comunicação prévia aos demais condôminos;
  • Deposite corretamente o lixo, colocando no local certo, no dia de coleta;
  • Se no seu endereço for realizada coleta seletiva de lixo, separe o lixo orgânico (restos de alimentos e papel higiênico usado) do lixo seco (papéis, plásticos, metais) que pode ser reciclado;
  • Observe os prazos de recarga dos extintores.

 

Segurança na residência:

  • Não forneça informações sobre os moradores e oriente os familiares e empregados a fazerem o mesmo;
  • Mantenha-se alerta nas saídas e chegadas, evitando sair ou chegar sozinho em horário avançado;
  • Observe atentamente a movimentação na rua e desconfie de situações estranhas e fora do comum;
  • Se notar que a residência está aberta ou apresenta movimentação estranha em seu interior, não entre de forma alguma, e acione a Polícia;
  • Mantenha controle das chaves da residência e evite que vizinhos façam cópia da sua chave;
  • Mantenha trancadas as portas e janelas dos ambientes voltados para áreas externas em que não haja movimentação de pessoas;
  • Evite a permanência de objetos na parte externa da residência que possam despertar a cobiça de marginais;
  • Reforce a segurança com cães (se em condomínios, somente conforme as regras da Convenção de Condomínio e do Regimento Interno), chaves tetra, ferrolhos, alarme etc.

 

Economia de água e energia:

  • Poupe água e energia elétrica. Assim, você contribui para a preservação do meio ambiente e para a economia da sua família, sem perder o conforto, a segurança e o bem-estar.

 

Fonte: Portal da Caixa Econômica Federal

Leia Mais: A procurar imóveis para alta temporada? Clique Aqui!

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias