Por CIPA
Em 22/07/2015
784 Views

06/07/2015 Secovi Rio

Estamos voltando aos hábitos dos nossos antepassados. Depois de anos em que status era comer todos os dias em restaurante e dirigir um carrão para ir ao trabalho, hoje, cada vez mais as pessoas priorizam fazer suas refeições em casa e ir a pé ou de bicicleta para o escritório. A escolha da alimentação também faz parte dessa busca por qualidade de vida. Por isso, tem crescido a procura de moradores que querem cultivar pequenas hortas dentro de suas casas – e apartamentos também -, mesmo sem ter um quintal.

Verticais ou horizontais, fixadas na janela ou sob medida para a bancada, a ideia é criar espaços para ter temperos, assim como legumes e verduras frescos, sempre à mão. Para quem tem uma ampla área externa pode parecer mais fácil – embora as dicas dos especialistas ouvidos pelo Morar Bem sejam para todos. Mas, dessa vez, o foco é ensinar a fazer uma hortinha dentro de lugares de pequenas dimensões.

Pimenta, manjericão, hortelã, cominho, orégano, alecrim, coentro, cebolinha e salsinha são alguns dos temperos fáceis de plantar e que crescem rapidamente. Direto do pé, claro, é outro sabor. Dependendo do tamanho do seu espaço, tomatinhos, morangos e outros orgânicos são bem-vindos.

– Mais de 80% dos meus clientes pedem uma hortinha em casa. Geralmente, é para temperos mesmo. Você pode fazer um painel com nichos e colocar os vasinhos dentro. Em um dos meus projetos, planejei um assim. É bom porque a dona da casa pode fazer substituições – conta o arquiteto Pedro Gismondi.

A principal dica para se ter uma horta é que haja luz e ventilação no local escolhido. Na bancada da área externa de uma cobertura em Ipanema, a paisagista Anna Luiza Rothier criou, ao lado do forno a lenha, um cachepô para colocar vários vasinhos de temperos. Para ela, em vez de plantar em um grande canteiro, essa pode ser uma opção mais prática:

– Para ter um canteiro, é preciso saída para a água. Com o vaso fica mais fácil, pois você precisa só colocar uma base de argila embaixo dos pratos sob eles, para garantir. Pode, inclusive, tirá-los dali e leva-los para a cozinha de vez em quando. Quem não tem varanda pode fazer uma base para os vasos e prender na janela.

Entre as possibilidades, a designer de interiores Fabiana Visacro sugere ainda usar o vão de escada com paredes ao redor vazadas, com vidro ou cobogó. Em um de seus projetos, ela aproveitou o canto da bancada e fez um recorte, onde colocou os temperos. Outra opção é fazer uma treliça com bambus, fixar na parede, com prego mesmo, e pendurar os vasos com os temperos. A cozinha ficará bonita e cheirosa, garante.

– Sapateiras velhas também podem ser transformadas em hortinhas. Basta colocar terra nos saquinhos onde antes eram guardados sapatos, fazer furinhos com agulhas (bem pequeninos mesmo, só para a água escorrer). Você também pode usar caixote de feira e colocar no cantinho da cozinha com vários vasinhos dentro. Fica super bonito – diz Fabiana.

Nessa linha de vasinhos, um modelo que é de fora, mas já está conquistando alguns lares brasileiros é o vaso de ponta cabeça. Eles ficam pendurados, assumindo, assim, também a função decorativa. São ótimos para quem realmente tem pouco espaço.

– O legal também é brincar com os vasinhos, escolhendo cores e desenhos diferenciados e pregá-los de maneira a não ocupar grandes dimensões. É até por isso que, não só os jardins, mas as hortinhas dentro de casa estão se tornado verticais. O importante é que não incida iluminação direta, mas sim indireta. O local precisa receber um pouco de luz para que as hortaliças e temperos possam se desenvolver bem – diz a designer de interiores Laura Santos.

Fica a dica. Beleza se põe à mesa e com gosto!

 

Cadastre-se no NOTICIPA

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias