Por CIPA
Em 19/01/2016
847 Views

Os novos limites de renda e do valor dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida já estão valendo. Agora, o preço da unidade subiu de R$ 190 mil para R$ 225 mil. Já a renda passou de R$ 5 mil para R$6.500 nas regiões metropolitanas do Rio,São Paulo e Distrito Federal.
Esses valores fazem parte da terceira fase do programa habitacional do governo e beneficiam as faixas dois e três, que usam recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os juros variam de 5,5% a 8,16% ao ano mais TR (Taxa Referencial) e o prazo de pagamento pode chegar a 30 anos. Até novembro de 2015, o programa contratou mais de quatro milhões de unidades, beneficiando quase 10 milhões de pessoas. Já foram entregues 2,4 milhões de moradias em todo o país.
Vale lembrar que a Caixa informou recentemente que este ano iria priorizar o atendimento à habitação de interesse social, já com novos valores de renda e de avaliação do imóvel. A medida foi adotada porque o segmento representa mais de 90% do déficit habitacional no país e, também, em decorrência da escassez de recursos da caderneta de poupança.
“Avaliamos como positivas as novas regras da Caixa para o mercado da construção civil. A partir desta medida será possível impulsionar a venda de estoques de imóveis que não se enquadravam no teto do financiamento e viabilizar lançamentos, por conta da renda ter subido para R$6.500, além de beneficiar mais famílias diz diretor de construtora.
Opções no Rio e em Niterói

Os bairros de Colégio e da Taquara, já oferecem dois empreendimentos que se enquadram nas novas regras do Minha Casa, Minha Vida.
São apartamentos de dois quartos com opção de suíte em condomínio com lazer completo, e é previsto mais lançamentos para o estado com este perfil. A zona norte do Rio já conta com mais dois empreendimentos, com preços a partir de R$ 200 mil. São unidades com dois quartos, varanda e lazer. Na cidade de Niterói, no bairro Barreto. Os apartamentos são vendidos a partir de R$ 222.300.
Condições para se ter acesso ao programa:
A principal condição para uma família adquirir um imóvel do programa habitacional do governo federal é estar enquadrada nas faixas de renda previstas para modalidade. Famílias com renda mensal de até R$ 1.800 serão selecionadas pelas prefeituras. Os interessados devem se cadastrar na sede administrativa do município. Nas outras duas faixas de renda (R$ 3.600 a R$ 6.500), a contratação é feita diretamente com a construtora, com financiamento pela Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil.

Cadastre-se no NOTICIPA

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias