Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Condomínio conectado

Banner Revista

Empresas oferecem tecnologia de ponta para uma gestão mais eficiente

A tecnologia está nos salvando durante a pandemia. No mundo do trabalho, na vida pessoal, no lazer. Quase todas as coisas passaram a ser feitas pelo computador, celular, tablet. Mesmo quem tinha algum tipo de resistência teve que aderir ao mundo virtual. Mas essa necessidade acabou nos mostrando que não podemos ficar de fora do que há de mais moderno e o quanto a tecnologia pode ser útil em nossa vida.

Nos condomínios aconteceu algo muito parecido. A necessidade da adequação ao mundo tecnológico foi essencial na administração e no funcionamento geral dos prédios. Quem se adaptara anteriormente se especializou, e quem ainda vivia de forma “analógica” teve que correr contra o tempo. Isso porque as novidades trouxeram mais conforto e segurança para a vida cotidiana. 

Em uma cidade tão desigual e, em consequência, tão violenta como o Rio de Janeiro, a segurança sempre foi um ponto importante a ser pensado pelos síndicos e condôminos. Mas, atualmente, a entrada e saída de pessoas estranhas nos condomínios preocupam ainda mais. Sendo obrigadas a ficar tanto tempo em casa, recebendo compras e encomendas, o controle das pessoas ficou ainda maior, não só por medo da contaminação pelo novo coronavírus, mas também pelo receio de assaltos. E as empresas, conectadas a essa nova realidade, desenvolveram vários mecanismos de segurança.

Aline Marino é diretora comercial da ABC Telecom. A empresa está há 25 anos no mercado e sempre busca as melhores e mais modernas inovações tecnológicas para atender seus clientes. Segundo ela, em 2020 “foram criados diversos dispositivos, câmeras e sensores com tecnologias avançadas, incluindo medição de temperatura, reconhecimento facial, aplicativos de gerenciamento e segurança remota, leitores de aproximação, QR Code, para controle de acesso, entre muitos outros”.

A ABC Telecom tem mais de 130 mil clientes atendidos e usa como lema da empresa “não vendemos produtos, vendemos solução”. Para tanto, de acordo a diretora comercial da empresa, toda novidade é sempre bem-vinda. “Cada sistema tem sua particularidade e modo de funcionamento. Resumindo, por meio de aplicativos de gestão condominial com QR Code você tem a possibilidade de liberar a entrada de visitantes, entre outras funções. As fechaduras inteligentes vieram com tudo – há diversos tipos e modelos que facilitam e agilizam o acesso, como fechaduras por aproximação, senha, biometria e até reconhecimento facial. Com as portarias virtuais, você pode monitorar a entrada e saída de pessoas e os sistemas de segurança do prédio remotamente, com redução da quantidade de funcionários, mas com o prédio monitorado 24 horas por dia por profissionais qualificados.”

 

Tecnologia e bem-estar

O analista de sistemas Alexander Almeida é síndico do Condomínio Bora Bora Hills, que fica na zona oeste. O imóvel tem 160 apartamentos e uma estrutura muito grande, principalmente da área de lazer, com piscina, academia, quadra de esportes, spa etc. Por meio da tecnologia de ponta, Alexander modernizou toda a forma de segurança e comunicação no condomínio. “Todos os moradores têm acesso, pelo computador ou celular, a um site por onde conseguem autorização para obras, reservar horário na academia de ginástica, no spa, nas áreas de lazer, fazer registro de ocorrência, elogios etc., tudo sem burocracia.”

Alexander morava no condomínio havia alguns anos, mas passou a ser o síndico em fevereiro de 2019. “A gente adotou biometria na entrada do condomínio e em algumas áreas comuns; temos agora também eletroímã (um cartão utilizado na porta de quartos de hotéis), que é usado pelos moradores na academia de ginástica, por exemplo. Tudo é registrado na nuvem e pode ser monitorado por mim de qualquer lugar. É a tecnologia usada para gerar bem-estar para todos os moradores e facilitar a administração do condomínio.”  

A cabine do porteiro também passou por reforma e agora tem três televisões com câmeras de acesso ao prédio e controle de vagas. O portão eletrônico por controle de tag também teve melhorias e agora abre de modo mais rápido, e a leitura do código acontece a até 15 metros de distância da portaria. Assim, ao chegar de carro, o morador já aciona o dispositivo e não fica parado do lado de fora aguardando a abertura do portão. Além disso, segundo Alexander, “o sistema também consegue controlar o número de vagas, as câmeras de segurança dentro do condomínio e na calçada do lado de fora. Esses sistemas são importantes para a segurança dos moradores que chegam e saem de casa”.  

Nesse momento, ninguém pode ficar de fora. O síndico do Condomínio Bora Bora Hills conta que tem máquinas sobressalentes para poder ensinar as pessoas mais idosas como usar esses sistemas on-line. Para ele, o principal objetivo é que todos estejam conectados às novas tecnologias. Além do mais, isso traz também muitos benefícios para uma gestão simplificada e centralizada. Para ele sempre vale a pena o investimento, porque gera de retorno conforto, agilidade na administração e, no fim das contas, até diminuição de custos do condomínio. 

Assim como Alexander, outros síndicos também aproveitaram o momento para deixar o condomínio equipado com o que há de mais moderno. Marcelo Stenzel, diretor da Incotel, afirma que “a maior procura durante a pandemia foi por serviços de controle de acesso por tag e biometria”. E complementa: “A principal inovação que introduzimos foi o software de controle de acesso, que tem uma interface simples para registro de moradores e visitantes. Além de garantir que só moradores credenciados consigam entrar no condomínio, oferece a segurança extra de não necessitar do contato com o equipamento, o que é um atrativo extra em época de pandemia, além de ser uma comodidade por não precisar andar com cartão ou chaveiro extra de acesso.”.

A Incotel foi fundada em 1962 e foi a primeira empresa a produzir, no Brasil, equipamentos de automação de garagens com tecnologia 100% nacional. “Na época, as importações eram proibidas ou muito caras e difíceis. A produção local permitiu a disseminação desses produtos de segurança no país, além de ter insumos locais que permitiam a manutenção mais fácil. Hoje já existem inúmeros fabricantes nacionais e a importação ficou mais acessível”, afirma Stenzel. 

A Incotel também presta serviço de manutenção total em condomínios, que inclui sistemas de acesso (portões, portas e cancelas), interfonia e Circuito Fechado de Televisão (CFTV), e tem contrato com centenas de condomínios. Para o diretor da Incotel, “isso nos permite estar em contato constante com os condomínios e, portanto, identificar suas necessidades em curto espaço de tempo. A qualidade dos produtos é notória, temos portas com mais de 40 anos ainda em operação. O síndico tem de focar em ter seus problemas resolvidos e, por sermos fabricantes, podemos solucionar outros problemas que a maioria dos instaladores não consegue. Uma das maiores necessidades que os condomínios têm é efetuar manutenção corretiva rapidamente, para não deixar o prédio vulnerável se um portão não funcionar corretamente por algum problema mecânico. Essas demandas por atendimento na hora têm crescido muito nos últimos anos”.

Obras e reformas

Quando o assunto são as reformas ou obras nos condomínios, o cenário não é diferente.  Caio Cernigoi, sócio e gerente de Marketing da Construtora Cernigoi, afirma que a pandemia trouxe muitas transformações também para o setor da construção civil e manutenção predial. “Hoje tratamos com clientes muito mais por meio digital, com a utilização dos aplicativos para reuniões virtuais. Diversos síndicos fazem reuniões on-line para assembleias gerais e aprovação de obras. Utilizamos também uma ferramenta de assinatura digital de propostas e contratos, para evitar o contato durante a pandemia e até acelerar o processo de assinatura, o que durante muitos anos fizemos por meio físico.”

Para a empresa, o ponto-chave é a parceria com o cliente. No mercado há quase 70 anos, a Cernigoi tem enorme know-how em construção e, em 2020, resolveu inovar utilizando um drone para fazer o diagnóstico e a captação de imagens aéreas. O equipamento ajuda no monitoramento e auxilia os engenheiros da empresa. “O drone é um facilitador para verificação, como se tivéssemos um olhar mais preciso em partes mais centrais do edifício, onde não conseguimos ver a olho nu. Mas isso não descarta que o diagnóstico tenha de ser feito por um engenheiro civil devidamente credenciado pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Rio de Janeiro (CREA-RJ), sendo essa ainda a melhor forma de avaliar o problema e encontrar as melhores soluções.”

Para o gerente de Marketing da Cernigoi, estar atento às novas tecnologias ajuda a conquistar mais clientes. “Muitas vezes, mostrar novas soluções faz com que o cliente veja a empresa com pioneirismo, o que é vantajoso numa troca. A inovação deve ser parte do critério de seleção; empresas que estão sempre se atualizando sabem sobre novas legislações, novos produtos, serviços. O cliente hoje pesquisa, consegue ter noções básicas, sabe questionar, exige os direitos e a atenção devida. Essa atualização do mercado não passa apenas por tecnologia em produtos, mas em como lidar com esse síndico mais exigente.”

Sanitização

Outro hábito que ficou depois de quase um ano lidando com a pandemia do novo coronavírus foi a necessidade de intensificar a limpeza e os cuidados com a higienização não só em casa, mas nas áreas comuns dos condomínios. Para Felix De Leon, engenheiro agrônomo da Dedefone, houve um grande aumento da procura por sanitização tanto em empresas quanto em residências. Para ele, “tem sido gratificante poder contribuir com a saúde da população, principalmente neste momento difícil que todos nós estamos vivendo. Para controlar o contágio da doença, recomendamos que os condomínios realizem o controle microbiológico de prédios e apartamentos com a sanitização de forma contínua”.

Para se adaptarem “ao novo normal”, as empresas também tiveram de investir em novidades, mas sem perder o compromisso com os clientes. “Durante esse período, mantivemos a qualidade dos produtos e do material utilizado, mas, para atender à demanda dos serviços, tivemos de aumentar o estoque de máquinas e produtos. Na empresa trabalhamos com produtos ecológicos, de base vegetal, e com produtos químicos. Os orgânicos podem ser considerados uma inovação no mercado. A utilização do melhor produto é feita pelo técnico no momento da realização do serviço, mas nem um nem outro prejudica o meio ambiente nem a saúde das pessoas e dos animais. É importante frisar também que o produto utilizado na sanitização, o quaternário de amônio de 5ª geração, age não só contra o novo coronavírus, mas também contra outros vírus, bactérias, fungos, ácaros, entre outros microrganismos, ou seja, é só benefício para a saúde.”

Para o engenheiro agrônomo da Dedefone, na hora de escolher uma empresa para fazer o serviço, é importante observar “a garantia de qualidade do serviço e a responsabilidade com a saúde humana e com o meio ambiente. É importante se informar sobre o licenciamento da empresa escolhida e os tipos de produto utilizados na realização dos serviços solicitados. O contrato anual com a prestação de serviços periódicos também é uma garantia maior para o bem-estar de todos e no combate a pragas e outros vetores”.

Por isso mesmo, sempre que for pensar em um novo serviço, não basta apenas olhar as novidades que a empresa apresenta, mas também a garantia de que ela fará um bom serviço e que funciona de forma legal e responsável. Afinal, ser moderno significa estar conectado com as necessidades de cada cliente. “O síndico deve ficar atento e saber se a empresa está em dia com todos os documentos. No caso de obras, checar se a empresa tem engenheiros responsáveis com certificação, seguradoras renomadas, e escolher uma empresa com tradição de mercado, com portfólio e recomendação de outros condomínios e que trabalhe com os melhores materiais do mercado. O cliente e o mercado são dinâmicos, mesmo em um segmento tão tradicional”, afirma Caio, da Construtora Cernigoi. 

O síndico Alexander sabe disso e, na hora de fazer uma contratação, entende que é importante conhecer bem quem ele está deixando entrar no condomínio. “Sempre que vou contratar uma empresa não penso só no preço. Faço uma pesquisa, converso com outros síndicos, confiro se está tudo ok. A internet está aí exatamente para nos ajudar a fazer boas opções de negócio, com responsabilidade e segurança.” 

 

Serviço

ABC Telecom
(21) 3312-4400
WhatsApp: (21) 98214-4744
[email protected]

 

Construtora Cernigoi
(21) 2502-9007
construtoracernigoi.com.br

Dedefone
(21) 2617-8661/99792-4539
dedefone.com.br

 

Incotel
(21) 2270-0203/2260-5235
Whatsapp (21) 97042-4910
[email protected]

 

Bem estar e segurança
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

Segurança para todos os bolsos

Segurança para todos os bolsos

Não importa o tamanho condomínio, as empresas têm sistemas que cabem no orçamento Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.   Em 2021, a... Saiba mais!

Jardins verticais

Jardins verticais

Uma dose extra de natureza Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo. Poucas coisas são tão relaxantes quanto contemplar a natureza. Essa sensação é... Saiba mais!

Evite problemas em obras!

Evite problemas em obras!

Gerenciamento de projetos otimiza execução de processos    Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.   Você já deve ter ouvido falar sobre gerenciamento... Saiba mais!

Mais segurança, menos custo: acolchoar o elevador é essencial

Mais segurança, menos custo: acolchoar o elevador é essencial

 Acolchoados protegem o meio de transporte de possíveis danos   Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.   Você sabia que o Brasil possui... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami