Blog Condomínio

Blog

Panorama

Consequências do não uso de máscaras ou de seu uso inadequado Juíza mantém multa a moradora que transitou sem máscara em condomínio

Banner Revista

O condomínio aplicou multa de R$ 1,6 mil a moradora. Para a juíza, a atitude de não usar máscara nas áreas comuns pode causar danos irremediáveis, como a contaminação de outros moradores.

A juíza de direito Carina Roselino Biagi, de Ribeirão Preto, SP, manteve a multa de R$ 1,6 mil aplicada por condomínio a moradora que transitou sem máscara pelas áreas comuns. Para a juíza, a atitude da moradora, embora pareça “inofensiva e banal”, pode gerar consequências irremediáveis.

A mulher buscou a Justiça para anular a multa de R$ 1,6 mil que recebeu do condomínio porque transitava sem máscara nas áreas comuns. Por entender que o valor da multa é desproporcional, ela pediu a declaração de nulidade da pena aplicada e a condenação do condomínio a pagar indenização por danos morais.

Direitos coletivos

Ao apreciar o caso, a juíza observou que é fato incontroverso que a autora transitou sem máscara e que até mesmo foi advertida por funcionários do condomínio. Para a magistrada, “a conduta da mulher é grave, pois atenta contra direitos fundamentais coletivos de elevada envergadura, a saber: a vida, a integridade física e a saúde”.

A juíza registrou que o ato em si aparenta inofensivo e banal, todavia, as repercussões geradas poderão ser irremediáveis, uma vez que a não utilização de máscara é capaz de culminar na contaminação, por Covid-19, dos demais condôminos. “Considerando ter sido ineficaz a advertência feita por funcionários do condomínio à requerente (bem como a gravidade do ato e a reincidência), a pena de multa se mostra razoável, proporcional e exigível aos moldes da determinação da assembleia geral condominial e das autoridades competentes.”

Por fim, a juíza negou o pedido da autora.

Processo: 1039442-92.2020.8.26.0506

Proteja seu condomínio e seus funcionários
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

Animais que vivem em áreas externas de condomínios têm direitos garantidos por lei

Animais que vivem em áreas externas de condomínios têm direitos garantidos por lei

O direito animal é um novo ramo do direito formado por leis federais, estaduais, municipais, princípios próprios como o princípio da dignidade animal –, jurisprudência e doutrina. O direito... Saiba mais!

Secovi Rio realiza evento Panorama, com dados e perspectivas do mercado imobiliário para 2022

Secovi Rio realiza evento Panorama, com dados e perspectivas do mercado imobiliário para 2022

O Secovi Rio realizou, no dia 17 de março, mais uma edição do evento Panorama do Mercado Imobiliário. O encontro aconteceu no auditório da Fecomércio RJ, no Flamengo, e... Saiba mais!

Seguro obrigatório de condomínio

Seguro obrigatório de condomínio

Entre tantas responsabilidades, o síndico deve estar atento à necessidade da contratação dos seguros obrigatórios. Esse tema costuma gerar dúvidas e muitas aquisições inadequadas. O Art. 1.346 do Código... Saiba mais!

Assembleias virtuais em condomínios seguem para aprovação

Assembleias virtuais em condomínios seguem para aprovação

O Plenário do Senado aprovou, no dia 15 de fevereiro, o projeto de lei (PL) nº 548/2019, que permite a realização de assembleias e votações em condomínios de forma... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami