Blog Condomínio

Blog

Blog

Elevadores: Nova lei proíbe denominações “elevador social” e “elevador de serviço”

Banner Revista

A prefeitura do Rio sancionou a Lei nº 7.957, em 3 de julho de 2023, que proíbe uso das denominações de ‘elevador social’ e ‘elevador de serviço’ nos prédios privados do município do Rio de Janeiro. O autor da lei é o vereador Waldir Brazão.

Objetivo é evitar qualquer forma de discriminação e proporcionar dinamismo para o acesso aos estabelecimentos. 

A nova lei ainda depende de regulamentação da Prefeitura do Rio para definir todas as regras de aplicação e de fiscalização.

Segundo o vereador Waldir Brazão, “a situação interfere diretamente no cotidiano das pessoas, uma vez que devido às condições precárias do transporte público e congestionamentos no trânsito, filas para adentrar elevadores podem atrapalhar ainda mais a vida do cidadão”.

A falta de regulamentação da nova lei deixa algumas situações sem definição, como por exemplo, o transporte de material de obra e outras cargas, bem como carrinhos de compras. 

É necessário que o município regulamente a nova lei para que essas e outras possíveis dúvidas sejam solucionadas.

Uma lei de 2003 já vedava qualquer tipo de discriminação no acesso aos elevadores existentes no município do Rio. Mas o texto da nova legislação, destaca ter o mesmo objetivo, além de proporcionar dinamismo para o acesso a estabelecimentos privados. 

 

Texto da Lei

LEI Nº 7.957, DE 3 DE JULHO DE 2023.

Dispõe sobre a vedação da diferenciação de elevadores no âmbito do Município e dá outras providências.

Autor: Vereador Waldir Brazão.
O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º Fica vedado o uso das denominações Elevador Social e Elevador de Serviço nos elevadores dos prédios privados no âmbito do Município, excetuando-se elevadores de carga.

Art. 2º São objetivos desta Lei:

I – coibir qualquer tipo de discriminação; e

II – proporcionar o dinamismo para o acesso a estabelecimentos privados.

Art. 3º O descumprimento do disposto nesta Lei sujeitará o infrator, quando pessoa jurídica de direito privado, às seguintes penalidades:

I – advertência, quando da primeira autuação da infração; e

II – multa, quando da segunda autuação.

Parágrafo único. A multa prevista no inciso II deste artigo será fixada em R$ 5.000,00 (cinco mil reais), tendo seu valor atualizado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial – IPCA-E, ou outro índice que venha substituí-lo.

Art. 4º Caberá ao Poder Executivo regulamentar a presente Lei em todos os aspectos necessários para a sua efetiva aplicação.

Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

EDUARDO PAES

Banner Revista
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

Casa ou apartamento para alugar: como decidir o que é melhor para você

Casa ou apartamento para alugar: como decidir o que é melhor para você

Na dúvida sobre alugar casa ou apartamento? Este artigo ajudará a definir a melhor opção para você e sua família. Leia na íntegra!

Montar home office: 4 dicas para organizar ou decorar seu local de trabalho

Montar home office: 4 dicas para organizar ou decorar seu local de trabalho

Chega de improviso! Leia no artigo quatro dicas que vão ajudá-lo a montar home office e ser mais produtivo no trabalho!

Desocupação de imóvel alugado: entenda como funciona

Desocupação de imóvel alugado: entenda como funciona

Conhecer as regras para a desocupação de imóvel alugado ajudará o proprietário a reavê-lo sem frustrações. Veja as principais no artigo!

Quais as regras para reforma em apartamento?

Quais as regras para reforma em apartamento?

Pensando em começar uma reforma em apartamento? Antes de tirar o projeto do papel, confira essas dicas para cumprir as regras e evitar dores de cabeça!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami