Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Impermeabilização

Banner Italínea

Não basta saber fazer, tem que querer fazer bem-feito

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.


É melhor não ter uma laje impermeabilizada do que ter um serviço malfeito. Isso porque achar onde está vazando dá mais trabalho do que fazer um serviço novo e bem-feito. Pode colocar nessa conta aí mais prejuízo e tempo também. Por isso é tão importante escolher uma empresa séria na hora de realizar um trabalho desse porte.

Monica Fontanella, síndica profissional, que o diga. Quando ela assumiu o Condomínio Falcon, na zona sul carioca, havia um problema antigo numa laje superior. “Havia uma série de infiltrações onde ficam os registros de água (barriletes). Já era um problema crônico nesse prédio, que pode ser considerado antigo. Havia ferragens expostas, mofo nas paredes, emboço solto. O porteiro-chefe, Paulo, disse que, até então, ninguém tinha conseguido resolver. Chamei a RJ Construfort, empresa em que confio e que atende a vários de meus condomínios, e, depois de muitos testes e algumas visitas, o diagnóstico foi fechado: a impermeabilização do piso estava malfeita. Exitiam vazamentos no terraço e na caixa-d’água, que não devia receber esse tipo de tratamento há tempos.”

Segundo a síndica, os testes envolviam esperar as chuvas para ver o antes e o depois e também esvaziar a caixa-d’água. “Tudo feito com muito critério.” Monica explica que a laje ali estava comprometida há muitos anos, e que as outras empresas que foram ao local só aplicavam impermeabilizantes líquidos, o que funcionava como um paliativo, mas o problema não era resolvido. “A raiz do dano nunca era solucionada. Prédios antigos têm muitos problemas com infiltração, mas o uso correto de uma impermeabilização é necessário. É mais trabalhoso e mais caro e alguns profissionais não querem ter esse trabalho”, atesta ela.

É muito bom poder confiar em uma empresa para resolver, de forma eficaz, as adversidades. Por isso a síndica Monica não abre mão dos serviços da RJ Construfort. “A RJ já me salvou muitas vezes, inclusive consertando erros de outras empresas. Eles são nota 10. Preço justíssimo, um dos melhores de todas as cotações que faço, e ainda facilitam o pagamento. Eles escutam o síndico e se moldam à necessidade dele e à disponibilidade financeira. Especialmente nessa época. Todos com grana curta, pós-pandemia… Temos que dar conta, manter o prédio, fazer manutenção e conservação necessárias dentro do orçamento para evitar inadimplência e arcar com todos os pagamentos. Gosto desse atendimento personalizado, isso é muito importante. É uma empresa sólida que pode negociar parcelamentos. Muitos anos no mercado e com muito jogo de cintura”, elogia a síndica, que ressalta que, depois da obra, já teve bastante chuva e está tudo intacto. Ponto para a RJ!

A dica é da RJ Construfort: “O síndico não deve esperar a situação se agravar para resolver. Quando perceber, por exemplo, uma parede externa já danificada, emboço estufando, pastilhas soltando, paredes trincadas, microfissuras, rejuntamento das pastilhas desgastados, tinta descascando é porque já perdeu o impermeabilizante da tinta acrílica. Nesse momento, ele deve acionar uma empresa séria e evitar danos maiores para o condomínio: armários embutidos, pisos de madeira… Já vi tudo isso e muito mais. Uma infiltração pode oxidar as ferragens das vigas do prédio e comprometer até a estrutura. Quando é no playground, também pode atingir o pilar da garagem e danificar a sustentação da laje; danifica tudo.”

Ele explica que toda a área externa que tem contrapiso em cima deve ser cuidada, como telhados, playgrounds e quadras de esportes, por exemplo. Porque vai acabar vazando para baixo, o que acontece muito na garagem.

A RJ Construfort está no mercado desde 2008, e Paulo Rafael, proprietário da empresa, afirma que, na maioria dos prédios antigos, o problema de infiltração aparece, pois não costumam refazer a impermeabilização. “A manta resseca, quebra e a água infiltra. Algumas mantas duram 15, 20 ou até 30 anos. E normalmente o prédio só refaz a impermeabilização quando começa a vazar. E o paliativo não resolve e acaba custando muito mais.”

No caso do Condomínio Falcon, a equipe da RJ Construfort quebrou o contrapiso e viu que a manta não subia nas paredes como deve ser: “Estava somente no piso, e ela deve subir de 30 a 40 cm em cada parede para vedar os cantos. Infelizmente, vejo que muitas empresas querem economizar em material e mão de obra e não fazem isso. Dá trabalho mesmo. É preciso quebrar o piso, a parede, deixar no tijolo para fazer bem-feito. Senão não vale a pena. Não basta saber fazer, tem que querer fazer bem-feito.”

O especialista aponta um dado alarmante: “Tenho visto cerca de 60% dos casos de serviços sendo malfeitos.” Por isso toda a atenção na hora de contratar é importante. “Empresas têm que ter registro no Crea e oferecer, no mínimo, 20 referências. Mando para meus clientes mais de 60 referências de serviços realizados. Além disso, o síndico deve pedir também certidões negativas de débito da empresa (municipal, estadual e federal e do FGTS, para saber se ela paga os funcionários em dia e/ou sonega impostos e se está em dia com o Governo). Outro detalhe importantíssimo: a empresa deve fazer um seguro da obra que cubra acidentes de funcionários, terceiros, quebra de janela e outros danos. E o básico, porém não menos importante: toda obra deve ter Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Reservatórios de água

A Fortekk tem uma tecnologia avançada cuja fabricação é realizada sob medida para a impermeabilização de reservatórios de água, mesmo com microfissuras. “A produção do Geostank foi desenvolvida para que se mantenha independência das paredes internas e que possa funcionar como um bolsão de PVC. Assim, os reservatórios antigos com paredes em mau estado não precisam ser regularizados com argamassa ou outro material”, explica.

Ele revela ainda que, do ponto de vista da engenharia, “a água perdida nos reservatórios muitas vezes percola de maneira indesejada, reduzindo a vida útil das estruturas de sustentação da própria caixa ou das edificações vizinhas. Assim, o custo da recuperação estrutural se soma ao custo da água tratada que é perdida, aumentando o prejuízo”, pontua.

Segundo Lima, a geomembrana de PVC, material usado no processo, é atóxica. “Estamos falando de um material de polímero molecular elevado, analisado de acordo com a norma NBR-12170 pelo Instituto Adolfo Lutz”, diz.

A tecnologia aplicada na impermeabilização da Fortekk tem durabilidade de cinco anos. Porém, o prazo pode se estender quando o condomínio faz a manutenção semestral e tem os cuidados recomendados. “A garantia em utilizar a impermeabilização com a tecnologia do Geostank é que, se houver a necessidade de reparo por algum problema causado por terceiros, conseguimos solucioná-lo in loco e em curto tempo, diferentemente dos métodos tradicionais, nos quais deve-se obedecer ao tempo mínimo de 24 horas para a reutilização”, ensina ele, explicando ainda que o processo de impermeabilização é constituído de diversas etapas até chegar ao estanque. “O síndico deve saber que sempre temos de analisar a estrutura a ser impermeabilizada e como preparar a superfície. Cada etapa deve ser criteriosamente avaliada antes da execução. Por isso, recomendo que um técnico visite o reservatório na ocasião da limpeza para verificação, principalmente se houver necessidade de impermeabilizar com revestimento em Geostank”, finaliza.

Vantagens do Geostank nos reservatórios de água

  • Solução imediata de vazamentos e infiltrações.
  • A água não terá contato com as paredes, o que permite que o emboço tenha maior durabilidade.
  • Melhor custo-benefício.
  • Instalação no mesmo dia.
  • Reutilização imediata.
  • Limpeza eficaz.
  • Flexibilidade, elasticidade e resistência mecânica.

 

Serviço:

Fortekk
fortekk.com.br
(21) 2221-0801

RJ Construfort
rjconstrufort.com.br
(21) 3588-9331/97531-7459

 

Banner Revista
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

Quer energia solar sem nenhum investimento?

Quer energia solar sem nenhum investimento?

A Hum Energia oferece Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo. A Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) encomendou um estudo que apontou... Saiba mais!

Condomínios apostam em sistemas de segurança em seu interior e nas ruas

Condomínios apostam em sistemas de segurança em seu interior e nas ruas

Câmeras permitem criar espaços seguros, monitorados 24 horas, todos os dias Quinta-feira, 9 de maio de 2022, um crime bárbaro chocou os moradores do Rio de Janeiro. Duas mulheres,... Saiba mais!

Não precisa pegar fogo

Não precisa pegar fogo

Manutenção preventiva e corretiva dos sistemas de incêndio deve ser rotina, e não emergência Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo. Aquela velha máxima... Saiba mais!

Baratas

Baratas

Vetores de doenças e de pânico, essa praga precisa ser combatida com frequência Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo. Uma coisa é certa:... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami