Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Não basta ser bonito, tem que ter qualidade e segurança

Soluções completas para seu condomínio

Esquadrias de alumínio, grades, portões e redes de proteção precisam ter beleza, resistência e ser de fácil manutenção

Todo síndico quer que seu condomínio tenha boa aparência, mas o que é preciso atentar é que o conjunto da obra está nos detalhes. Grades, portões, esquadrias de alumínio e redes de proteção devem ter não só qualidade e boa aparência, mas oferecer segurança também.

Às vezes, a necessidade de segurança vem por meio de um laudo de vistoria; outras vezes, por mera casualidade ou necessidade. No Condomínio Campo de Gardênias, localizado na zona sul da cidade, o gestor operacional Romilson de Souza instalou um corrimão na entrada social do prédio por exigência do laudo de vistoria. “Resolvemos uma questão de acessibilidade para os idosos, que gostaram muito do resultado. Até porque não só cumprimos uma exigência, realmente foi algo útil”, elogia o gestor. 

O que os moradores mais gostaram, no entanto, foi que a instalação não ficou estranha à edificação: “O serviço foi muito interessante porque não ficou fora do contexto da entrada de granito, pelo contrário, ficou muito harmonioso, parece até que sempre esteve lá. A empresa contratada usou material resistente, porém delicado. Nada agressivo aos olhos e ainda por cima valorizou o patrimônio. Até os moradores mais tradicionais elogiaram, realmente foi uma unanimidade”, conclui Souza. 

O gestor do Campos de Gardênias também instalou guarda-corpo no terraço e substituiu a porta de acesso do local e trocou as tampas das caixas do sistema de passagem de águas pluviais. O que precisa ser feito hoje não deve ser postergado, dessa forma, o patrimônio não se deteriora. Ponto para ele que é atento e trabalha nesse sentido!

No quesito manutenção, José Rezende, da Conserto Esquadrias, que atendo no Rio de Janeiro e em São Paulo, dá aula: “Fazemos manutenção o tempo todo, por isso já vimos de tudo e temos muita experiência”, diz. A empresa está focada na conservação de esquadrias em geral – de ferro e alumínio –, de portões, grades, telhados de vidro que vazam, infiltração de janelas e manutenção de guarda-corpo das varandas, entre outros serviços. 

Rezende atua no ramo desde 1971 e sabe que, atualmente, o material utilizado já não tem mais tanta qualidade. “Nosso carro-chefe é a manutenção de portões de garagem, e as roldanas superiores são as peças que mais estragam nos portões deslizantes horizontais. E não é pelo uso, não, ,é por fragilidade mesmo. Eu uso as melhores roldanas que existem no mercado, mas mesmo assim elas não duram nem um ano em condomínios que têm muita atividade em seus portões. Em alguns condomínios, a troca da roldana é necessária com três meses de uso. Isso é complicado, mas é nossa realidade”, lamenta.

 

Redes de proteção e telas de aço

Quando se fala em redes de proteção as pessoas logo pensam se vai alterar a fachada e que devem padronizar a cor. Mas isso não deve ser a única preocupação. Sebastião Sardinha, da Telas Guaratiba, que o diga. Há 35 anos no mercado de redes e telas, ele explica: “Quando comecei a trabalhar com telas de proteção nem existia a rede de polietileno, que é a que mais se vê hoje em dia”, lembra. “Hoje em dia, quase não se usam mais telas de aço, elas são indicadas para apartamentos com moradores com necessidades especiais, como Alzheimer e autismo. São usadas também para apartamentos localizados no térreo ou primeiro andar. Isso porque telas de aço não podem ser cortadas com tesoura”, explica. 

Segundo Sardinha, as redes de proteção de polietileno têm sido a opção mais usada atualmente porque são mais suaves e o visual fica mais leve. Mas ele faz um alerta: “Os moradores devem ficar atentos. O profissional que vai instalar tem que saber o que está fazendo. A alvenaria onde ela vai se apoiar tem que estar forte. Nós da Tela Guaratiba examinamos bem as paredes para ver se estão resistentes. Se não estiverem, não fazemos o serviço até que o proprietário chame um pedreiro para consertar a alvenaria. Não coloco meu cliente em risco, nem o nome de minha empresa. Se o conserto não for feito, as buchas e os pinos saem e, consequentemente, a rede inteira se solta”, avisa. 

O especialista constata que a maioria das empresas que faz esse serviço o faz de forma artesanal, e isso é preocupante, pois é a segurança das pessoas que pode estar em risco. Outra observação: “Algumas empresas dizem que as telas suportam 500 quilos. Mas eu não aconselho ninguém a se debruçar, tela não é para isso. Dizem que a durabilidade é de quatro anos. Mas também não acho que ninguém deva esperar para fazer uma análise criteriosa. Às vezes, a tela dura até mais do que isso, mas uma olhada técnica é recomendada. Os proprietários devem ficar muito atentos às condições de suas redes sempre; já vi até criança que cortou a rede com a tesoura. Outra coisa que acontece com frequência é algum prestador de serviço retirar a rede para fazer algum conserto e recolocá-la de forma errada. Isso pode colocar a vida das pessoas em risco. É preciso estar muito atento!”, finaliza.

 

Padronização e qualidade

Para o síndico Miguel Ossaille, do Condomínio Solar Barão de Lucena, qualidade e padronização também são itens importantes. Ele mora no condomínio desde 1995, já foi síndico outras vezes e também já fez parte do conselho fiscal. O condomínio recebeu o habite-se em 1992, tem cinco andares e 10 unidades. 

Segundo Ossaille, as redes de proteção usadas no prédio combinam com a cor da fachada, bronze. Já os toldos têm um padrão definido na convenção, além de constar em ata até a empresa que deve fazer as substituições quando necessário. “Esse cuidado visa manter a fachada padronizada”, explica. 

As esquadrias do prédio são originalmente de alumínio e nunca precisaram ser trocadas, mas a manutenção se dá muitas vezes nas famosas roldanas: “Com o tempo, elas se desgastam e as janelas começam a ficar pesadas. Esse é o sinal de que devem ser trocadas. Se o morador não trocar, vai danificar a janela e arranhar o alumínio, que é anodizado”, avisa. E se precisar trocar a janela, tem que ser exatamente da mesma cor, detalhe que consta da convenção.

As varandas dos apartamentos, como é sabido, não podem ser fechadas com esquadrias de alumínio. “Nós temos cortina de vidro, padronizada também. A estrutura de alumínio é definida, bem como a transparência do vidro usado”, detalha Ossaile. Esses cuidados são parte de uma estratégia para manter um visual harmônico e elegante. E isso sem dúvida valoriza o patrimônio de todos. 

Há pouco anos, o condomínio também decidiu instalar corrimão na entrada social, que tem uma escada. “Foi feito de aço inox e pensado para atender as pessoas idosas. Nem havia exigência de lei, mas sabíamos que faltava esse apoio. Ficou muito bom”, conclui.

 

Condomínios antigos e janelas de madeira

Alguns condomínios mais antigos vêm observando a mudança das estruturas das janelas de madeira pelas de alumínio. Mas como normalmente essa obra é feita por moradores individualmente, é sempre bom que uma consulta ao síndico seja feita. Ou melhor: se o síndico já sabe que o condomínio tem essas janelas com sistemas praticamente falidos, o interessante seria até comunicar, eventualmente, os moradores caso haja alguma padronização sobre essa substituição. Isso, sem dúvida, eliminaria possíveis problemas. 

Quando não há nenhuma padronização, a fachada pode ficar comprometida, com janelas de alumínio em sua cor natural, outras de alumínio anodizado branco… Enfim, há tantas possibilidades de situação que o recomendado realmente é estabelecer um padrão. 

Marcos Baptista, da Glaumar Esquadrias, trabalha há mais de 30 anos no ramo de metalurgia, o que envolve portões automáticos, janelas de alumínio, corrimãos de acesso, guarda-corpos, vidros temperados e laminados, entres outros. O especialista, que também automatiza portões e instala sensores para evitar que os portões colidam nos carros, diz que a manutenção é muito importante e sua frequência depende do fluxo de automóveis que circulam no local. 

As instalações mais modernas para cercar os condomínios, segundo Baptista, são os gradis panorâmicos, que mesclam alumínio com vidro. “Fica mais clean e valoriza o patrimônio comum”, considera. 

O especialista da Glaumar atenta para a escolha correta do vidro a ser usado: “Existem os temperados e os laminados. O vidro temperado recebe um tratamento térmico que aumenta sua resistência. Já o laminado é composto por duas camadas de vidro e uma camada interna resinada, que é uma película interna que funciona como uma laminação. Se alguém jogar uma pedra e ele quebrar, não estilhaça”, detalha. 

Baptista diz que o melhor vidro a ser usado é a mescla desses dois e com espessura entre seis e oito milímetros. “O mais comum é vermos instalado o laminado, pois fica mais barato. Em janelas de apartamentos até admitimos que se use o vidro comum, mas em gradis, nem pensar”, diz.

Quanto à troca de janelas de madeira por outras mais modernas, de inox, ele diz que as janelas comprometidas podem dar um prejuízo muito grande, pois a água da chuva entra pelas juntas do mármore no peitoril e aí a infiltração está garantida. “Aos primeiros sinais de desgaste, o indicado é trocar logo por uma de alumínio”, conclui Baptista da Glaumar. 

 

Serviço 

Glaumar Esquadrias
Tels.: (21) 2280-1135/97046-9975
www.glaumaresquadrias.com.br

 

Telas Guaratiba
Tels.: (21) 3402-7212/3384-2886
www.telasguaratiba.com.br 

 

Conserto Esquadrias
Tel.: (21) 99124-7900
www.consertodeesquadrias.com.br 

 

Banner Sete Servic
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

O projeto Reviver Centro e a revitalização do Rio

O projeto Reviver Centro e a revitalização do Rio

O projeto Reviver Centro, que pretende revitalizar o Centro do Rio, convertendo imóveis comerciais abandonados em empreendimentos residenciais, foi sancionado em 14 de julho pelo prefeito Eduardo Paes. A nova... Saiba mais!

Combos de inovação e soluções Cipa

Combos de inovação e soluções Cipa

A Cipa não para de trazer inovações e novas soluções para questões que envolvem os condomínios do Rio de Janeiro. A atuação da Cipa vai muito além de administrar... Saiba mais!

O cartão-postal dos condomínios

O cartão-postal dos condomínios

A piscina é a área de lazer mais cobiçada, por isso mesmo sua manutenção precisa estar em dia   Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir... Saiba mais!

Você sabe a importância de um consultor numa obra?

Você sabe a importância de um consultor numa obra?

Até mesmo os síndicos mais experientes se veem em situação complicada quando necessitam iniciar uma obra de grande porte. Isso porque um síndico, que não é especialista em obras,... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami