Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Projeto paisagístico de piscinas

Anuncie Aqui

Plantas devem ser escolhidas com critério

Sem tempo para ler? Clique no play abaixo para ouvir esse conteúdo.


Quem não se encanta com um belo jardim? O verde por si só faz muito bem aos olhos, mas quando nos deparamos com um belo projeto paisagístico, a sensação de bem-estar é muito maior. A beleza de um jardim bem-feito e com a manutenção em dia salta aos olhos, não tem como não admirar.

Katia Neves, paisagista e diretora da Katia Neves Jardins, faz coro: “A manutenção, de forma geral, deve ser frequente para manter o espaço sempre com bom aspecto de conservação, principalmente por ser uma área onde normalmente pessoas se reúnem. Retirada de folhas secas; corte da grama; limpeza das palmeiras; controle de pragas e doenças; adubação frequente; esses são itens que não devem ser esquecidos.” Porém, ela faz um alerta: “É preciso ter atenção em relação aos produtos químicos aplicados para a limpeza da piscina. Apenas alguns respingos, dependendo da planta, podem causar graves danos.” 

Em relação às plantas mais indicadas para o entorno de piscinas, a paisagista alerta para a questão do sombreamento: “É importante que seja feito um bom planejamento da área para que, futuramente, as espécies escolhidas não venham comprometer a incidência solar no espaço.  Plantas perenes, de folhas duradouras e copas altas, são muito usadas, como as palmeiras.  A grama é uma boa opção e não deve ser esquecida. Espécies floridas também são indicadas para colorir o ambiente, além de atrair insetos e pássaros. A composição de plantas de tamanhos variados deve ser usada para criar níveis diferenciados no espaço.”

Quanto às espécies que devem ser evitadas, Katia enumera: “Plantas com espinhos podem machucar os que frequentam o local e as que soltam látex (leite) podem provocar manchas na pele e até alergias. É importante também avaliar as raízes das espécies, pois as mais agressivas podem gerar problemas futuros, comprometendo a estrutura da piscina. Plantas que perdem as folhas em determinado período do ano também não são indicadas; o ideal é as de folhagem duradoura, para que suas folhas não sujem a piscina.”

E para dar aquele ar tropical, a paisagista enumera: palmeiras; coqueiros; grama esmeralda; helicônias; moreias; yucas; sagus; pandanos; fórmios; alpínias; estrelítzias. Você deve estar aí pesquisando no Google essas espécies para saber quem é quem, não é mesmo? Na verdade, nem basta saber quais plantas ficam bem no entorno da piscina, é preciso fazer uma bela composição entre elas para obter um bom resultado. Claro que a melhor dica é contratar um paisagista, mas Katia dá um spoiler: “Conjuntos de sagu com forração de liriopes; palmeiras com maciços de helicônias em seu entorno; estrelítzias com forração de grama-amendoim; grama esmeralda com moreias salpicadas dão bons resultados.”

Voltando à questão do sombreamento, piscinas com bastante espaço podem receber áreas de sombra, porém “devem ser muito bem planejadas, de forma que sejam bem aproveitadas nos dias de sol forte e temperaturas elevadas. Durante a elaboração do projeto, deve-se analisar as características das espécies escolhidas em relação ao tamanho da copa, altura máxima da planta em estado adulto, de forma que, no futuro, o espaço não seja prejudicado por excesso ou falta de sombra, para não comprometer as expectativas do condomínio. Devemos abusar do uso de palmeiras e coqueiros. Algumas espécies de árvores, como a Bauhinia forficata (pata-de-vaca), são interessantes, pois têm belas flores e sua copa não é muito densa”, explica a especialista. 

No quesito revestimentos a serem utilizados como piso da área da piscina, a paisagista tem algumas dicas preciosas: “O piso deve ser revestido com material que não esquente (atérmico) e é muito importante que seja antiderrapante para evitar acidentes, principalmente quando crianças frequentam o local. 

As possibilidades de material são muitas, algumas opções são:

  • Cimentícios atérmicos – produtos à base de cimento com mais resistência a manchas do que os convencionais; 
  • Deques de madeira – muito usados de maneira geral, são tradicionais e permitem fazer belas composições com pedras, como a de são tomé, por exemplo. É importante a escolha da madeira certa para esse tipo de trabalho, como ipê e cumaru;
  • Pedras – usadas com frequência, são excelentes para bordas de piscina. As mais utilizadas são mármore travertino, mosaicos de pedra portuguesa e são tomé. A forma de assentamento também pode fazer belos efeitos no piso;
  • Cerâmicas – as mais rústicas, como as vermelhas, são bonitas e usadas com destaque;
  • Porcelanatos – são opções interessantes, alguns têm tecnologia de primeira e são desenvolvidos especialmente para bordas de piscina. Apresentam um leque grande de possibilidades e detalhes, com qualidade excelente, tendo resistência a manchas, não desbotam e possuem versões antiderrapantes.

 

Serviço

Katia Neves Jardins
98191-4972/98677-0701

 

Proteja seu condomínio e seus funcionários
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

A revista Condomínio etc. completa 25 anos!

A revista Condomínio etc. completa 25 anos!

Há 25 anos, a Cipa iniciava um projeto ousado e promissor: oferecer um veículo eficiente de comunicação não só para os síndicos de prédios administrados por ela, mas para... Saiba mais!

A revista Condomínio etc. faz 25 anos e é a única do mercado de administração do Rio de Janeiro

A revista Condomínio etc. faz 25 anos e é a única do mercado de administração do Rio de Janeiro

Autor: Newton Mendonça – presidente do Conselho da Cipa   A revista da Cipa está em sua centésima edição, e fico muito feliz ao relembrar que, há 26 anos,... Saiba mais!

Mosquito 40 graus

Mosquito 40 graus

Saiba como evitar a proliferação desses visitantes indesejados no verão Vem chegando o verão e, juntamente com a estação mais quente do ano, os mosquitos. As altas temperaturas, aliadas... Saiba mais!

Câmeras de segurança: os olhos de quem administra o condomínio

Câmeras de segurança: os olhos de quem administra o condomínio

Equipamentos usam inteligência artificial e ajudam na gestão  As câmeras de segurança já são equipamentos indispensáveis dentro e fora de qualquer condomínio. No início, a instalação tinha como objetivo... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami