Por CIPA
Em 27/01/2016
856 Views

A festa popular brasileira mais famosa do planeta mexe com o coração e também com a rotina do país, que praticamente para e aproveita a folia. É claro que há também quem prefira esta oportunidade para sair de circulação em busca de descanso e tranquilidade, fugindo de toda a agitação comum desta época.

Mas o maior espetáculo brasileiro também afeta diretamente a rotina dos condomínios.

A primeira grande alteração no cotidiano de condomínios residenciais em cidades turísticas como o Rio de Janeiro é a chegada de inúmeros visitantes. E para que isso não se torne um problema é importante que o morador que recebe visitas no período do carnaval informe ao porteiro o nome de seus hóspedes, visto que o entra e sai dos prédios pode e comprometer a segurança do condomínio.
Isto não acontecendo, o porteiro poderá fazer a abordagem e identificação da pessoa e a confirmação, junto ao morador, para que este autorize ou não a entrada do visitante.
Para porteiros que trabalham a noite, com jornadas de até 12 horas de serviço, é necessário que o descanso seja suficiente para assumirem o posto com maior segurança para o condomínio. Outro fato muito comum neste período é problema com o barulho, o mesmo deve ser controlado e negociado para bom relacionamento com a vizinhança.

Os prédios mais próximos da folia são os mais afetados. O carnaval de rua que vai até altas horas, moradores que iniciam sua festa dentro dos apartamentos, o entra e sai constante de pessoas e a sujeira acumulada em frente aos prédios depois da festa, pode trazer incômodo àqueles que preferem o descanso.O bom senso é essencial nessa hora.

E para que tudo possa ser só folia, organize-se e ofereça maior bem estar a seus condôminos.

Cadastre-se no NOTICIPA

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias