Blog Condomínio

Blog

Revista Condomínio Etc.

Buscando a luz

Soluções completas para seu condomínio

Um ambiente bem iluminado valoriza qualquer projeto

Condomínios que lançam mão da iluminação a seu favor só têm a ganhar. Ganham em segurança e na valorização do projeto paisagístico e arquitetônico. E o conjunto da obra enaltece o patrimônio, claro. 

Cláudio Marques, sócio da Led Lux, empresa que fornece produtos de iluminação para condomínios, obras e escritórios há cinco anos, tem dicas preciosas: “Todos deveriam investir em lâmpadas LED, já que consomem menos e duram muito mais. O mais indicado é usar lâmpada LED porque a economia no consumo chega a 50% em relação às lâmpadas fluorescentes e 90% em relação às incandescentes. Por exemplo, onde o pé-direito é mais baixo, a lâmpada de 9W é suficiente. Já em áreas com o pé-direito mais alto, o indicado é usar lâmpadas de 15W. Também a vida útil das lâmpadasLED é maior – estimada em 25 mil horas de uso contra 8 mil horas das fluorescente e mil horas das halógenas. Outro ponto positivo é que as lâmpadas LED têm garantia de um ano direto com a loja a partir da data da nota fiscal.”. 

Marques observa que “a lâmpada mais consumida pelos condomínios é a LED 9W com luz fria, que oferece uma luminosidade equivalente à da lâmpada antiga incandescente de 60W. É a mais popular pelo preço mais em conta e pela iluminação oferecida”. Entretanto, o especialista alerta que os síndicos devem fugir das lâmpadas halógenas e das lâmpadas dicroicas antigas: “Lâmpadas duplo contato halógenas, por exemplo, usadas em refletores e luminárias antigas consomem até 500W, esquentam o ambiente e duram pouco. Já as lâmpadas dicroicas antigas consomem 50W, também duram pouco e esquentam o ambiente, com o agravante de serem instaladas sempre em sequência com várias, geralmente na portaria.”. 

A iluminação correta e econômica faz toda a diferença também no quesito segurança. O sócio da Led Lux afirma: “Spots nos prédios direcionados para a calçada e com sensor de movimento são uma tendência para ajudar na iluminação pública e dão maior sensação de segurança. Para a área externa o ideal é instalar refletores de LED. São indicados para a entrada de pedestres, o portão da garagem, as áreas de circulação, as quadras e os muros. Eles podem ser conjugados com sensor de presença que acende ao passar alguém, fotocélula que acende quando escurece e apaga ao amanhecer e, agora, estão chegando ao mercado refletores conjugados com painel solar.”.

 

Modernizando com economia

É possível ter um condomínio superiluminado sem levar um susto com a conta de luz. Basta investir na modernização do sistema: “A dica é modernizar com iluminação LED. Não precisa fazer uma grande reforma para isso. O síndico pode ir adequando aos poucos, fazendo mudança nos corredores, depois na garagem, na portaria e por aí vai. Instalar sensores de presença multifuncionais, que têm até seis funções, entre elas timer e fotocélula, também ajuda muito a reduzir a conta de luz”, reforça o especialista da Led Lux.  

Ainda aproveitando as informações de quem trabalha 24 horas por dia para que seus clientes tenham luz adequada, Marques pontua: “Além das lâmpadas LED comuns, surgiu uma gama de produtos LED que podem ser instalados nos condomínios. Lâmpadas de alta potência; lâmpadas tubulares; espeto de jardim; refletores coloridos; plafons; spots variados; lâmpadas dicroicas e minidicroicas; lâmpadas PAR; lâmpadas bolinha; lâmpadas vela; luz de emergência; tartarugas; balizadores; lâmpadas dimerizáveis; lâmpadas com filamento retrô – ideais para decoração amarelada – e fitas LED resistentes a chuva para decoração de Natal.”.

As tonalidades das lâmpadas LED costumam ser ponto de dúvida na hora da compra. Marques ajuda seus clientes nessa escolha também. Mas de antemão já nos dá uma luz: “Existem lâmpadas e luminárias LED com tonalidades que vão da luz fria branca total à luz morna amarelada. A luz fria é indicada para áreas de acesso de serviço e garagem. Já a luz morna é indicada para a área social, como portarias, corredores e elevadores sociais.”.

 

Iluminando jardins 

Quem se deparou com um jardim bem iluminado à noite já percebeu a importância de contratar uma empresa especializada no assunto para não correr o risco de errar na mão e amargar com uma iluminação inadequada. 

Adriana Mattos, paisagista e sócia da Equipe Garden – Paisagismo, empresa que atua há 22 anos embelezando jardins, afirma: “A iluminação de um jardim, além de aumentar a segurança do local, garante locomoção mais firme, evitando tropeços, quedas, e ainda tem a capacidade de espantar ‘visitantes’ indesejáveis no jardim, como morcegos e cobras. Ela transforma o jardim em um espaço de convivência noturno, proporcionando a seus usuários sua utilização e contemplação não somente durante o dia, mas também à noite de forma mais segura, gerando beleza, qualidade de vida e aconchego, além de trazer sofisticação e conforto ao espaço.”.

Claro que, para tornar esse ambiente um lugar agradável, é preciso recorrer a quem sabe o que faz. A experiência nesse sentido faz toda a diferença. “O primeiro passo é conhecer bem as plantas que fazem parte do projeto de paisagismo, bem como os elementos decorativos e/ou utilitários do espaço. O segundo passo seria conhecer os tipos de lâmpada existentes no mercado, suas cores e funções. O terceiro passo seria realizar um estudo minucioso das inúmeras luminárias oferecidas para essa área e suas aplicações”, explica a paisagista.

Sobre que cor usar para valorizar um jardim, Adriana afirma: “A melhor temperatura de cor para destacar as plantas são os tons amarelados, pois realçam melhor as cores e criam um efeito mais real, ou seja, não alteram as características naturais das cores das espécies vegetais. Já a luz branca é recomendada quando a intenção é apenas clarear o local ou destacar vegetações diferenciadas e/ou elementos decorativos e esculturas. De qualquer forma, é preciso tomar muito cuidado na hora de escolher a cor certa para iluminar seu jardim e dosar para não exagerar nos tons, pois, em muitos casos, a iluminação pode se tornar uma vilã e criar um ambiente bagunçado visualmente.”.

Falando em erros e acertos, anote aí: “Muitas pessoas costumam utilizar a luz verde com o intuito de dar vida às plantas, porém, ela produz exatamente o efeito contrário, visto que as folhas, em sua maioria, já são verdes por natureza, e a incidência da luz verde sobre o verde deixa o jardim monocromático, sem contraste de cor, gerando, assim, um efeito apático e tedioso, além de dar à vegetação um ar um tanto quanto artificial”, palavras da paisagista. 

Segundo Adriana, outra cor muito interessante para uso no paisagismo é a lâmpada na cor âmbar, porém, deve ser utilizada sem exageros. “Apenas em pontos estratégicos de destaque para que o ambiente não se torne pesado ou cansativo.” 

A paisagista também recomenda o uso de LED nos jardins, não só pelo fator economia, mas por não emitir calor no facho de luz quando em contato com flores e plantas. “Dessa forma, a luz não vai queimar as plantas nem impedir que cresçam de forma rápida e saudável. Cada espaço, ambiente ou elemento decorativo de um jardim exige iluminação e luminárias distintas e adequadas à função e ao efeito que se pretende gerar. O uso da luminária correta colabora para destacar a beleza das espécies vegetais e proporcionar um charme singular às áreas livres do jardim.”

 

Eletricidade no jardim 

Este é um ponto importante a se destacar. Afinal, água junto com eletricidade pode ser uma combinação perigosa. “Na hora da instalação, devem ser seguidas à risca as orientações fornecidas no projeto pelo profissional competente, com uso de eletrodutos específicos; isolamento correto da fiação e dos terminais; construção de caixas de drenagem e caixas de passagem; posicionamento correto das luminárias para que seus orifícios de drenagem fiquem voltados para baixo, entre outros detalhes”, alerta a paisagista.

 

Projeto de iluminação × projeto de luminotécnica

É muito comum as pessoas confundirem um tipo de projeto com o outro ou mesmo desconhecerem a diferença entre eles. “Mas vale ressaltar que um projeto de iluminação ou elétrico tem como principal finalidade a proteção e a segurança dos usuários e do patrimônio, evitando acidentes com eletricidade e incêndios, ou seja, é um projeto em que se faz necessário o uso específico do conhecimento técnico que somente profissionais com inscrição no órgão competente (Crea), como engenheiros elétricos, engenheiros civis, arquitetos e técnicos em eletricidade, estão habilitados a executar”, avisa Adriana. 

E já que estamos nos aproximando do Natal, é sempre bom lembrar que a decoração de Natal também merece toda a atenção. “O menos é mais, principalmente se o jardim já possuir um projeto de luminotécnica. Minha dica é: escolha um único ponto de observação atrativo em seu jardim e ali abuse, ouse mesmo, com lâmpadas pisca-pisca coloridas; esse ponto será a ‘cereja do bolo’ da ornamentação natalina; porém, se ainda assim desejar iluminar outros locais do jardim, aconselho escolher lâmpadas neutras, brancas, para não poluir o ambiente decorado. Um exemplo muito bacana é a utilização das cascatas de luz e das mangueiras, muito usadas para envolver troncos de árvores e palmeiras, proporcionando uma decoração sutil e elegante”, conclui Adriana.

O síndico do Condomínio Frames, na zona oeste do Rio, Moises Queiroz, já está com 80% do condomínio abastecido com lâmpadas LED. O empreendimento, que tem nove blocos, 788 unidades e cerca de 2.500 moradores, prioriza a iluminação das áreas comuns que foi elaborada no projeto original do prédio, em 2016. 

Os jardins também recebem iluminação apropriada: “Temos lâmpadas adequadas que favorecem e embelezam ainda mais o jardim; o projeto paisagístico original se mantém”, diz ele. 

A iluminação da portaria principal também é focada na segurança. “Adequamos a área externa da portaria com uma intensidade de luz superior à do padrão normal para dar mais segurança na área adjacente”, conclui Queiroz, mostrando que a iluminação faz toda a diferença sob os mais diversos pontos de vista.

 

Serviço: 

Led Lux
(21) 2549-5574
www.lojaledlux.com.br

Equipe Garden – Paisagismo
(21) 99621-5916/97207-1964
www.equipegarden.com.br


Proteja seu condomínio e seus funcionários
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

O projeto Reviver Centro e a revitalização do Rio

O projeto Reviver Centro e a revitalização do Rio

O projeto Reviver Centro, que pretende revitalizar o Centro do Rio, convertendo imóveis comerciais abandonados em empreendimentos residenciais, foi sancionado em 14 de julho pelo prefeito Eduardo Paes. A nova... Saiba mais!

Combos de inovação e soluções Cipa

Combos de inovação e soluções Cipa

A Cipa não para de trazer inovações e novas soluções para questões que envolvem os condomínios do Rio de Janeiro. A atuação da Cipa vai muito além de administrar... Saiba mais!

O cartão-postal dos condomínios

O cartão-postal dos condomínios

A piscina é a área de lazer mais cobiçada, por isso mesmo sua manutenção precisa estar em dia Espírito Santo, 22 de abril de 2021. Quem não se lembra... Saiba mais!

Você sabe a importância de um consultor numa obra?

Você sabe a importância de um consultor numa obra?

Até mesmo os síndicos mais experientes se veem em situação complicada quando necessitam iniciar uma obra de grande porte. Isso porque um síndico, que não é especialista em obras,... Saiba mais!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami