Blog Condomínio

Blog

Blog

Condomínio amigo dos animais: o que é este selo e como funciona?

Soluções completas para seu condomínio

Um Condomínio Amigo dos Animais oferece bem mais que comodidade aos pets que  residem ali. Na cidade do Rio de Janeiro, este é um selo que identifica empreendimentos que ajudam os chamados animais comunitários, aqueles que não têm um dono, mas que são cuidados pelas pessoas do bairro ou edifício em que vivem. O Rio foi pioneiro nesta iniciativa, que vem sendo adotada por outras cidades do Brasil, a exemplo de Curitiba (PR).

Mas como o assunto pets em condomínios sempre gera alguma polêmica, o selo Condomínio Amigo dos Animais também deixa muita gente com dúvidas. E é para respondê-las que elaboramos este artigo. Leia e entenda em detalhes.

Entenda o que é o Selo Condomínio Amigo dos Animais

Esta é uma iniciativa da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro que, em 2022, promulgou a Lei N° 7.596/2022, a qual institui o Selo Condomínio Amigo dos Animais. Ele é concedido pelo Poder Executivo a edifícios que prestam auxílio a animais abandonados que fiquem nas dependências do empreendimento. Aqui, são englobados cuidados como “auxílio alimentar, permitir o abrigamento, identificar, higienizar e garantir a saúde animal”.

O objetivo da lei é incentivar a prestação de assistência básica a animais comunitários que estejam em situação de abandono. O selo Condomínio Amigo dos Animais tem validade de um ano e pode ser renovado caso seja provado que as ações instituídas continuam valendo no empreendimento.

Confira as 4 principais dúvidas sobre o assunto

1. Existe alguma contrapartida concedida a um Condomínio Amigo dos Animais?

A princípio, não. E este é um ponto delicado na visão dos especialistas, os quais concordam que deveria haver algum tipo de benefício, além do selo, para os empreendimentos que aderirem ao programa.

2. O condomínio pode adotar animais abandonados?

Em alguns locais, já existe a prática de alimentar e cuidar de animais que, eventualmente, passam a frequentar as áreas comuns do condomínio. Entretanto, isso deve ser debatido e aprovado em assembleia que, nos casos citados, serve apenas para ratificar uma ação conhecida. Todavia, nem o síndico, nem um morador, podem instituir a prática sem consentimento dos demais.

3. E se um condômino abrigar e alimentar um animal em áreas comuns?

Este é um tópico que gera bastante discussão. Via de regra, a prática é proibida, uma vez que o morador em questão está instituindo uma obrigação ao condomínio e aos outros ocupantes. O correto, nesta circunstância, é que o animal seja adotado e passe a viver na unidade do tutor ou, então, que seja mantido em área pública. Afinal, o pet pode causar prejuízos coletivos, como a disseminação de zoonoses aos outros animais do prédio.

Confira no blog: Pode alugar o imóvel por diária em aplicativos? Confira tudo sobre o assunto

4. Tenho interesse em adotar um animal comunitário no meu condomínio. Como devo proceder?

O primeiro passo é aprovar a permanência do animal nas áreas comuns em assembleia. Feito isso, o animal deve consultar um veterinário para garantir que não esteja doente e que ofereça risco aos demais moradores e pets. Além disso, ter um espaço onde possa se abrigar, ser devidamente alimentado e hidratado, bem como manter em dia as consultas de rotina. Ou seja, é preciso garantir o bem-estar e a saúde do animalzinho comunitário.

O selo Condomínio Amigo dos Animais é mais uma das iniciativas do projeto Rio Amigo dos Animais, o qual também concede certificações a empresas, bares ou restaurantes, organizações não governamentais que comprovem ações de auxílio a animais abandonados.

Agora que você já sabe como deve ser a adoção de animais comunitários em condomínios, saiba mais sobre as regras que se aplicam aos pets domésticos. No artigo “O que diz a lei sobre a presença de pets em condomínios?”, respondemos às principais dúvidas. Boa leitura!

Banner Revista
Compartilhar:
Comentarios 0 Comentários

deixe seu comentário

posts relacionados

O que fazer quando o inquilino atrasa o aluguel?

O que fazer quando o inquilino atrasa o aluguel?

Infelizmente, inquilino que atrasa aluguel é uma realidade para muitos locadores. Mas e o que fazer quando isso acontece? Leia o artigo e descubra!

Quais são os melhores bairros para morar no Rio de Janeiro em 2024?

Quais são os melhores bairros para morar no Rio de Janeiro em 2024?

Em busca de opções entre os melhores bairros para morar no Rio de Janeiro? Neste artigo, você conhecerá o top 4 para viver na cidade maravilhosa!

O que fazer para que o meu imóvel seja alugado rápido?

O que fazer para que o meu imóvel seja alugado rápido?

Se você é proprietário, saiba que existem algumas ações que podem fazer com que seu imóvel seja alugado rápido. Neste artigo, elencamos quatro delas. Leia!

É permitido locar um imóvel em nome de outra pessoa? Entenda o que diz a Lei do Inquilinato!

É permitido locar um imóvel em nome de outra pessoa? Entenda o que diz a Lei do Inquilinato!

Locar um imóvel no nome de outra pessoa não é uma prática nova. Mas o que a Lei do Inquilinato diz sobre essa modalidade? Descubra no artigo!

Cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades do Grupo Cipa em seu e-mail.

Close Bitnami banner
Bitnami