Por CIPA
Em 13/04/2016
940 Views

Magrela, camelo, bike… Seja lá como for chamado, esse veículo de duas rodas tem, cada vez mais, caído nas graças dos brasileiros, e vem se tornando mais comum nos meios urbanos. Motivos para isso não faltam: praticidade, baixo custo, prática de atividade física, preocupação ambiental são apenas alguns.

Esse novo panorama têm levado governantes de várias cidades a investirem na ampliação de estruturas que apoiem o uso de bicicletas. No entanto, para muita gente que faz uso constante do veículo, ainda não parece suficiente.

É o que aponta o Perfil do Ciclista Brasileiro, lançado no ano passado por iniciativa da associação Transporte Ativo. Foram entrevistados mais de cinco mil ciclistas, que utilizam a bicicleta como meio de transporte ao menos uma vez por semana. Entre eles, cerca de 60% aderiram a essa prática há menos de cinco anos. Um pouco mais de 70% pedala cinco ou mais dias por semana.

Motivação para começar a utilizar a bicicleta como meio de transporte urbano

42,9% – Rapidez e praticidade

24,2% – Saúde

19,6% – Custo

Motivação para continuar pedalando

44,6% – Rapidez e praticidade

25,9 – Saúde

17,7% – Custo

Problemas do dia-a-dia

34,6% – Educação no trânsito

26,6% – Falta de infraestrutura cicloviária

22,7% – Segurança no trânsito

Motivação para pedalar mais

50% – Infraestrutura cicloviária

21,5% – Segurança no trânsito

11,8% – Segurança pública

Principais destinos

88,1% – trabalho

76% – Lazer

59,2% – Compras

30,5% – Escola/faculdade

O Rio de Janeiro acompanha as médias nacionais. A futura capital da bicicleta, segundo os planos da prefeitura, ocupa a segunda posição entre as cidades onde os ciclistas mais saem para pedalar durante a semana (cerca de 80%), perdendo apenas para Recife (quase 90%) – número que deve continuar crescendo.

Nos últimos quatro anos a malha cicloviária foi ampliada de 150 para 380 quilômetros de comprimento, com a meta de alcançar 450 esse ano. Além disso, a implementação do projeto de compartilhamento de bicicletas Bike Rio, uma parceria da prefeitura com empresas privadas, colaborou bastante para o aumento de ciclistas pela cidade.

O reflexo desse panorama já vai, aos pouquinhos, sendo notado nos condomínios.
Muitos deles já contam com bicicletários organizados e seguros dentro dos estacionamentos, incluindo também bombas de ar dísponiveis para os moradores.

Dessa maneira, os moradores podem armazenar suas bicicletas sem dor de cabeça.

Fonte: Secovirio

Cadastre-se no NOTICIPA

:: C I P A - Condomínios, Locações, compra e venda de imóveis, seguros ::
  • Rua México, 41, 2º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ
  • +55 21 2196 5000

CIPA na Rede

Receba Notícias